página acima: Corpo físico
Doenças
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

A cólera e o desespero, a crueldade e a intemperança, criam zonas mórbidas de natureza particular no cosmo orgânico, impondo às células a distonia pela qual se anulam quase todos os recursos de defesa, abrindo-se leira fértil à cultura de micróbios patogênicos nos órgãos menos habilitados à resistência. Nossas emoções doentias mais profundas, quaisquer que sejam, geram estados enfermiços.

EMMANUEL
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 841

(Ver em: Sistema límbico: e Ínsula: órgão responsável pelo comportamento emocional )

____É muito importante combater as moléstias do corpo, mas ninguém conseguirá eliminar efeitos, quando as causas permanecem. Usa os remédios humanos, todavia inclina-te para Jesus e renova-te, espiritualmente, nas lições de seu amor. A doença, quando não seja a advertência das células queixosas do tirânico senhor que as domina, é a mensageira amiga, convidando a meditações necessárias.

EMMANUEL - Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 847

____ A agonia prolongada pode ter finalidade preciosa para a alma e a moléstia incurável pode ser um bem, como a única válvula de escoamento das imperfeições do Espírito em marcha para a sublime aquisição de seus patrimônios da vida imortal.

EMMANUEL - (Consolador) [55 - página 101]

Hemiplegia é uma paralisia de toda uma metade do corpo. Em geral é causada por doenças cerebrais focais, em especial por uma hemorragia cerebral em caso de apoplexia.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hemiplegia

____Nos atacados de hemiplegia, os quais, por vezes, percebem, do lado paralítico, uma secção longitudinal do seu próprio fantasma e afirmam que essa secção goza da integridade sensória que lhes falta a eles. (é este um fato que se não pode explicar por meio da teoria “ cinestésica” do Dr. Sollier, porquanto, nos atacados de hemiplegia, longe de deparar-se com uma exageração do senso cinestésico, há supressão deste sentido).

[111 - página 120] - Ernesto Bozzano

Muitas pessoas registram doenças de variados matizes e com elas se adaptam para mais segura acomodação com o menor esforço, cultivando a posição de vítimas na qual se comprazem. Isso acontece na maioria dos fenômenos de obsessão. É por esse motivo que, em muitas ocasiões, as dores maiores são chamadas a funcionar sobre as dores menores.

ANDRÉ LUIZ - Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 850

A doença, como resultante do desequilíbrio moral, sobrevive no perispírito, alimentada pelos pensamentos que a geraram, quando esses pensamentos persistem depois da morte do corpo físico.

ANDRÉ LUIZ - Psicografado por Francisco Cândido Xavier
Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 842

A vida corpórea é a síntese das irradiações da alma. Não há órgãos em harmonia sem pensamentos equilibrados, como não há ordem sem inteligência.

ANDRÉ LUIZ - Psicografado por Francisco Cândido Xavier
Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 844

____Teus órgãos são vivos e educáveis. Sem que teu pensamento se purifique e sem que a tua vontade comande o barco do organismo para o bem, a intervenção dos remédios humanos não passará de medida em trânsito para a inutilidade.

EMMANUEL
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 859

____Toda emoção violenta sobre o corpo é semelhante a martelada forte sobre a engrenagem de máquina sensível e toda aflição amimalhada é como ferrugem destruidora, prejudicando-lhe o funcionamento. Toda tensão mental acarreta distúrbios de importância no corpo físico. O pensamento sombrio adoece o corpo são e agrava os males do corpo enfermo.

EMMANUEL
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 860

Se acreditares na doença os males do vosso corpo se dilatarão indefinidamente. Qualquer realização será levada a efeito conforme pensamos.

EMMANUEL
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 857

Todo mal por nós praticado conscientemente expressa, de algum modo, lesão em nossa consciência e toda lesão dessa espécie determina distúrbio ou mutilação no organismo que nos exterioriza o modo de ser.

ANDRÉ LUIZ
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 861

O desequilíbrio da mente pode determinar a perturbação geral das células orgânicas . É por este motivo que as obsessões, quase sempre, se acompanham de característicos muito dolorosos. As intoxicações da alma determinam as moléstias do corpo.

[16a - página 291] - André Luiz

(Ver: Sistema linfático)

Há épocas em que as feridas do corpo são chamadas a curar as chagas da alma.

EMMANUEL
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 849

____As chagas_da_alma se manifestam através do envoltório_humano. O corpo doente reflete o panorama interior do espírito enfermo. A patogenia é um conjunto de inferioridades do aparelho psíquico.

____E é ainda na alma que reside a fonte primária de todos os recursos medicamentosos definitivos. A assistência farmacêutica do mundo não pode remover as causas transcendentes do caráter mórbido dos indivíduos. O remédio eficaz está na ação do próprio espírito enfermiço.

____Podeis objetar que as injeções e os comprimidos suprimem a dor; todavia, o mal ressurgirá mais tarde nas células do corpo. Indagareis, aflitos, quanto às moléstias incuráveis pela ciência da Terra e eu vos direi que a reencarnação, em si mesma, nas circunstâncias do mundo envelhecido nos abusos, já representa uma estação de tratamento e de cura e que há enfermidades d`alma, tão persistentes, que podem reclamar várias estações sucessivas, com a mesma intensidade nos processos regeneradores.

(Ver: Reencarnações dolorosas)

____O homem deve mobilizar todos os recursos ao seu alcance, em favor do seu equilíbrio orgânico. Por muito tempo ainda, a Humanidade não poderá prescindir da contribuição do clínico, do cirurgião e do farmacêutico, missionários do bem coletivo. O homem tratará da saúde_do_corpo, até que aprenda a preservá-lo e defendê-lo, conservando a preciosa saúde de sua alma.

(Ver: Medicina do futuro)

____Acima de tudo, temos de reconhecer que os serviços de defesa das energias orgânicas, nos processos humanos, como atualmente se verificam, asseguram a estabilidade de uma grande oficina de esforços santificadores no mundo. Quando, porém, o homem espiritual dominar o homem físico, os elementos medicamentosos da Terra estarão transformados na excelência dos recursos psíquicos e essa grande oficina achar-se-á elevada a santuário de forças e possibilidades espirituais junto das almas.

(Ver: Psiquiatria ; Eutanásia)

[41a - página 66] - EMMANUEL - 1940

____A doença incurável traz consigo profundos benefícios.

  • Que seria das criaturas terrestres sem as moléstias dolorosas que lhes apodrecem a vaidade?
  • Até onde poderiam ir o orgulho e o personalismo do espírito humano, sem a constante ameaça de uma carne frágil e atormentada?

EMMANUEL - (Consolador) [55 - página 102]

Há criaturas doentes que lastimam a retenção no leito e choram aflitas, não porque desejam renovar concepções acerca dos sagrados fundamentos da vida, mas por se sentirem impossibilitadas de prolongar os próprios desatinos.

EMMANUEL - (Pão Nosso) [55 - página 102]

Se te encontra atado ao leito, incapaz de mobilizar as próprias energias, em benefício de ti mesmo, recorda que, por vezes, a lição da enfermidade deve ser mais longa, a favor de nossa grande libertação no futuro.

EMMANUEL - (Reformador - 2/953)
[55 - página 103]

A enfermidade longa é uma bênção desconhecida entre os homens, constitui precioso curso preparatório da alma para a grande libertação. Sem a moléstia dilatada, é muito difícil o êxito rápido no trabalho da morte.

[4 - páginas 37/40] - André Luiz

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 843
____As moléstias complicadase longas guardam função específica.

____O tempo_de_inferno_restaurador corresponde ao tempo de culpa_deliberada. Em muitas fases de nossa evolução, somos imantados às teias da carne, que sempre nos reflete a individualidade intrínseca. A depuração exige...

[4 página 270] - André Luiz
____Os que se aproximam da desencarnação, nas moléstias prolongadas, comumente se_ausentam_do_corpo, em ação quase mecânica. Os familiares terrestres, por sua vez, cansados de vigílias, tudo fazem por rodear os enfermos de silêncio e cuidado. Desse modo, não é difícil afastá-los para a tarefa de preparação. Geralmente, estão hesitantes, enfraquecidos, semi-inconscientes, mas nosso auxílio magnético resolverá o problema. Conservar-nos-emos nas extremidades, segurando-lhes as mãos e, inipulsionados por nossa energia, volitarão conosco, sem maiores impedimentos.

[40 - página 192] - André Luiz

____Se não se deve entregar exclusivamente ao laboratório toda a orientação terapêutica, interpretando a moléstia como sendo mero caso orgânico de curso previsto, tampouco se deve deixar exclusivamente à oração todo o trabalho socorrista, interpretando a moléstia como sendo simples ato expiatório da criatura. As inteligências sensatas observam o corpo na alma e a alma no corpo, conjugando bondade e medicação nos processos de cura.

EMMANUEL
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 858

A moléstia incurável é um escoadouro bendito de nossas imperfeições.

EMMANUEL - (Renúncia) [55 - página 103]

Doentes imaginários, vítimas que se fazem de si mesmas nos domínios das moléstias fantasmas, dramatizando em demasia pequeninos desajustes orgânicos, encharcam-se de drogas, respeitáveis quando necessárias, mas que funcionam à maneira de cargas elétricas inoportunas, sempre que impropriamente aplicadas.

ANDRÉ LUIZ
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 846

(Ver também: Interferência anímica e Sonambulismo magnético )

Em muitas ocasiões, a contrariedade amarga é aviso benéfico e a doença é recurso de salvação

EMMANUEL - (Vinha de Luz) [55 - página 102]

____Não raro, enfermos com doenças degenerativas desfrutam de imensa alegria por estarem vivos e lutando contra a conjuntura existencial, sem arrefecerem o ânimo, sem lamentações, enfrentando as injunções penosas com tranqüilidade estimulante, desfrutando de “estado saudável”, enquanto diversas pessoas, catalogadas como sadias, escondem a sua situação em conflitos tormentosos, somatizando distúrbios que as levam a enfermidades injustificáveis.

JOANNA DE ÂNGELIS
Psicografado por Divaldo Pereira Franco

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 852

Quantas enfermidades pomposamente batizadas pela ciência médica não passam de estados vibratórios da mente em desequilíbrio?

EMMANUEL - (Vinha de Luz) [55 - página 101]

A doença sempre constitui fantasma temível no campo humano, qual se a carne fosse tocada de maldição; entretanto, podemos afiançar que o número de enfermidades, essencialmente orgânicas, sem interferências psíquicas, é positivamente diminuto.

EMMANUEL - (Vinha de Luz) [55 - página 102]

A maioria das moléstias procede da alma, das profundezas do ser. Em tese, todas as manifestações mórbidas se reduzem a desequilíbrio, desequilíbrio esse cuja causa repousa no mundo mental.

EMMANUEL
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 855

____Na própria Natureza da Terra e na organização de fluidos_inerentes_ao_planeta, residem todos os recursos para cura das doenças até hoje consideradas incuráveis. Jesus curava os leprosos com a simples imposição de suas mãos divinas. Ao plano espiritual não é permitida a revelação desses processos, para não quebrar o ritmo das leis do esforço próprio, como a direção de uma escola não pode decifrar os problemas relativos à evolução de seus discípulos. Além disso, a doença incurável traz consigo profundos benefícios. Até aonde poderiam ir o orgulho e o personalismo do espírito humano, sem a constante ameaça de uma carne frágil e atormentada?

EMMANUEL
Psicografado por Francisco Cândido Xavier

Trabalho de João Gonçalves Filho - DOENÇA - 851
  • O dinheiro ou a necessidade material,
  • a doença
  • e a saúde do corpo são condições educativas de imenso valor para os que saibam aproveitar o ensejo de elevação em sua essência legítima.

EMMANUEL - (Caminho, Verdade e Vida) [55 - página 51]

____Nossas assertivas não excluem, decerto, a necessidade da assepsia e da higiene, da medicação e do cuidado preciso, no tratamento dos enfermos de qualquer procedência. Desejamos simplesmente acentuar que a alma ressurge_no_equipamento_físico transportando consigo as próprias falhas a se lhe refletirem na veste carnal, como zonas favoráveis à eclosão de determinadas moléstias, oferecendo campo propício ao desenvolvimento de vírus, bacilos e bactérias inúmeros, capazes de conduzi-la aos mais graves padecimentos, de acordo com os débitos que haja contraído, mas também carreia consigo as faculdades de criar no próprio cosmo orgânico todas as espécies de anticorpos, imunizando-se contra as exigências da carne, faculdades essas que pode ampliar consideravelmente...

____Não podemos esquecer que o bem é o verdadeiro antídoto do mal.

[83 - página 260] - André Luiz

____Desde que se iniciou a era da genética, temos sido levados a crer que não há como lutar contra aquilo que fomos programados para ser.

  • O mundo está cheio de pessoas com medo de que seus genes possam se voltar contra elas. Imagine o número de indivíduos que se consideram verdadeiras bombas-relógio, com medo de que o câncer se desenvolva em seu organismo a qualquer momento só porque isso aconteceu com seus pais, irmãos ou tios.
  • Outros atribuem sua falta de saúde não apenas a uma combinação de fatores mentais, físicos, emocionais e espirituais, mas também a falhas no mecanismo bioquímico de seu organismo.

____Seus filhos não se comportam bem? A primeira reação dos médicos é corrigir seu “desequilíbrio químico” por meio de medicamentos em vez de tentar descobrir o que há de errado com seu corpo, mente ou espírito.

  • Algumas doenças como coréia de Huntington, talassemia e fibrose cística são de origem genética. Mas distúrbios desse tipo afetam menos de dois por cento da população. A maioria das pessoas vem a este mundo com uma carga genética capaz de lhes proporcionar uma vida muito feliz e saudável.
  • Doenças que ainda não têm cura como a diabetes, problemas cardíacos e o câncer podem destruir a vida de muitos, mas não são resultado de um único gene e sim de complexas interaçÕes entre genes múltiplos e fatores ambientais.

[98 - página 63] - Bruce Lipton

(Ver: Epigenética )

____ Uma boa noite de sono pode ser uma arma na luta contra o câncer, de acordo com pesquisadores da Stanford University Medical Center.

____O trabalho desses pesquisadores está entre os primeiros a fazer a ligação entre o bem-estar mental e a recuperação do câncer. Estudos anteriores descobriram que as pessoas com câncer que passam por terapia de grupo ou têm forte apoio social se saem melhor do aquelas com apoio social mais fraco. A questão é como os fatores psicológicos exercem influência nas células cancerígenas.

http://www.emedix.com.br/not2003/03out01bbi-srb-cancer.shtml

____


Fígado com cirrose visto por laparoscopia
http://www.hepcentro.com.br/cirrose.htm

Encefalopatia. O fígado das pessoas com cirrose apresentam dificuldade para remover as toxinas, as quais se acumulam no sangue. Estas toxinas podem ocasionar confusão mental, e degenerar em mudanças de personalidade e até côma. Os primeiros signos de acumulação de toxinas no cérebro podem incluír descuido na aparência pessoal, dificuldade para concentrar-se, mudanças nos hábitos de sono, perda de memória e isensibilidade.
http://www.alfa1.org/portugues_info_alfa1_higado_cirrosis.htm

(Ver: Remorso )

____ Praticamente tudo no corpo é regulado pelos hormônios. Eles estão entre os mais poderosos agentes biológicos, influenciando, por exemplo, nossa resposta ao estresse. Cardiologistas pensavam que as pessoas mais propensas a sofrer ataque cardíaco - as com personalidade "tipo A" - fossem apressadas, altamente competitivas e hostis. Recentemente percebeu-se que o problema não é tanto o estilo de vida acelerado ou a ambição compulsiva, mas a hostilidade. As pessoas que respondem a chefes prepotentes ou engarrafamentos no trânsito com irritabilidade - que vivem dizendo "Ai, que saco!" - secretam até 40 vezes mais cortisol das glândulas supra-renais.

____Cortisol em excesso, é tóxico para o organismo. Assim, pessoas do "tipo A" são cinco vezes mais propensas a sofrer doenças e morrer cedo do que as "tipo B", que têm mais cabeça fria.

____A secreção excessiva de cortisol também afeta a nossa cognição - literalmente mata as células cerebrais no hipocampo, a região do cérebro responsável pela memória.

http://super.abril.com.br/superarquivo/2004/conteudo_125370.shtml

____Pessoas que não se sentem joviais com a idade podem estar se colocando em maior risco para doença cardíaca, de acordo com nova pesquisa apresentada no periódico Psychosomatic Medicine.

____Homens e mulheres que tem aumento dos sentimento de hostilidade entre o final dos seus 40 anos podem dobrar o risco para:

  • Obesidade,
  • depressão,
  • apoio social insuficiente
  • e viver menos do que eles esperavam, diz Llene C. Siegler da Duke University Medical Center e colegas.
http://www.emedix.com.br/not2003/03out22pm-hrm-coracao.shtml

Faculdade de Medicina do ABC

____A Equipe de Oncologia da Faculdade de Medicina do ABC informa que, além do tratamento de todos os casos oncológicos inteiramente grátis, estão com protocolo novo para câncer de pulmão e mama, com novos medicamentos que ainda não estão disponíveis no mercado e que estão dando uma nova perspectiva no tratamento destas duas neoplasias.

____Caso vocês conheçam alguém que tenha um destes dois tipos de tumores e queiram fazer o uso deste novo protocolo, poderão indicar esta equipe, pois o tratamento, além de gratuito e inédito, faz parte de projeto multicêntrico mundial.

Endereço: Centro de Pesquisa em Oncologia Av. Príncipe de Gales, 821 - Santo André SP (Prédio da Faculdade)

Fone: (11) 4993.5491

(MARCAR CONSULTA QUE LOGO SERÁ AGENDADA)

Vera Lucia S.Cunha - Secretária da Pós-Graduação de Pneumologia - UNIFESP/EPM (11) 5549-1830 - 5576-4238pp

Colaboração de: Ridan oliveira meil-to:ridanbalchy@hotmail.com

QUANDO OS MICRO-ORGANISMOS ATACAM

  • 429 a.C. - PRAGA DE ATENAS - Foi no período de maior esplendor da Grécia, a chamada Era de Ouro de Atenas, que um bravo guerreiro tremeu pela primeira vez. Péricles, líder militar e maior personalidade política de seu tempo, estava preparado para vencer qualquer guerra — seus inimigos o temiam sobretudo por sua habilidade como estrategista. Mas dessa vez Péricles tremeu diante de um adversário letal, invisível e com estranho poder de destruiçio. Atenienses e espartanosdisputavam a hegemonia no início das guerras do Peloponeso, quando uma doença misteriosa infestou Atenas. “(...) Os curadores nada podiam fazer, pois desconheciam a natureza da enfermidade e, além disso, foram os pioneiros no contato com os doentes e morreram em primeiro lugar. O conhecimento humano mostrou-se incapaz. Em vão se elevavam orações nos templos e se dirigiam preces aos oráculos. Finalmente, tudo foi renunciado ante a força da epidemia”, diz um trecho do antiquíssimo relato original do historiador grego Tucídides, contemporâneo da tragédia que ficou conhecida como a "Praga de Atenas". Oinfectologista grego Manolis Papagrigorakis, da Universidade de Atenas, valeu-se de testes genéticos em restos mortais (cavidade de dentes) de atenienses da época da guerra do Peloponeso. Descobriu que Atenas ajoelhou-se diante de Esparta não pela força do exército adversário, mas, isso sim, porque era impossível resistir ao microorganismo Salmonella typhi, causador da chamada febre tifoide.
  • 165 d.C.- PRAGA DE ANTONINE - Causada pela varíola, matou cerca de 5 milhões de pessoas (um quarto dos infectados) a leste de Roma. Houve uma segunda epidemia no ano 266: cinco mil pessoas morreram em um único dia.
  • 541 d.C. - PESTE JUSTINIANA - Primeira contaminação de peste bubônica. Começou no Egito e alcançou Constantinopla. Chegou a matar 10 mil pessoas em um dia. Durou 11 anos e um quarto da população do Oriente Médio morreu.
  • 1300 d.C.- PESTE_NEGRA - A peste bubônica reapareceu na ásia e, através de comerciantes que atravessavam o continente, chegou à Europa, matando 20 milhões de pessoas em um ano.
  • 1852 - CóLERA - O vírus se espalhou rapidamente na Rússia. Um milhão de pessoas morreram em oito anos.
  • 1918 - GRIPE ESPANHOLA - Uma das mais letais pandemias, coincidiu com a Primeira Guerra Mundial. 22 milhões de pessoas morreram. A primeira "onda do vírus HINI" foi nos EUA, a segunda, na Espanha. No Brasil até o presidente Rodriges Alves morreu de gripe.
  • 1957 - GRIPE ASIáTICA - Identificado na China em fevereiro de 1957, a gripe asiática "migrou" para os EUA em apenas quatro meses. O vírus H2N2 causou 70 mil mortes em um ano.
  • 1981 - AIDS - Originado do vírus SIV/CPZ, existente de forma inifensiva nos chipanzés, o HIV tipo M foi identificado nos EUA. Há 42 milhões de infectados no mundo. A Aids já matou 20 milhões de pessoas em todo o planeta.

Revista ISTOÉ - 21 JAN/2009 - ANO 32 - Nº2045

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pandemia

LINKs:

Ver também:

*