Página acima: Sexo
União de qualidades

--

        No presente momento, o caminho espiritual mais elevado a seguir em relação aos sexos é reconhecer e respeitar a percepção de que:

    • Os homens e as mulheres foram criados para realizar tarefas especiais na vida, adequadas à sua natureza fundamental.

    • O homem engravida a mulher. Sem a boa vontade e a ajuda da mulher, o homem terminaria seus dias - sem descendência - sem um ser humano para continuar seu nome.

        Portanto, o homem deve tratar a mulher como completamente igual, mas nascida para realizar diferentes responsabilidades. Deve dar a ela o maior respeito, amor e proteção - a todo o momento, - para que ela seja capaz de realizar suas responsabilidades com mais facilidade, pois é ela quem dá a forma visível ao que primeiro se concebe na mente.
        Quando uma mulher recebe um espermatozoide que se une com seu óvulo na parte mais oculta de seu corpo, acontece um milagre para o qual você, homem, não colaborou em nada, a não ser com seu esperma num momento de prazer - o que é sua recompensa. (Ver: Fecundação)
        Você apenas poderá contribuir para manter a saúde e o desenvolvimento normal do "milagre" ao qual tenha dado vida dentro do corpo de sua companheira, pelo seu constante amor e cuidados para com o seu bem-estar e saúde e protegendo-a de todo dano externo ou emocional.

    • Esta é sua responsabilidade masculina.

        Somente assim você merecerá permanecer ao seu lado, como pai de seu filho. Se você falhar nisso, não terá valor como pai da criança e não terá valor para si mesmo como um homem nascido para manifestar sua espiritual "Consciência Divina do Pai" em sua vida física.
        Um homem que maltrata uma mulher que carrega o seu filho, que a trata com desprezo, que dirige para ela palavras e gestos grosseiros e brutais, está violando a mais fundamental Lei da Existência, segundo a qual o homem e a mulher devem estar unidos na igualdade do Ser Divino.
        As mulheres que são respeitadas, amadas e protegidas devem igualmente respeitar, amar e oferecer repouso de espírito e corpo ao seu companheiro, nutrindo a capacidade que ele tem de dar-se a ela. Uma mulher que não nutre o seu companheiro de maneira solícita, com ternura e amor, está privando o seu espírito masculino da vontade de perseverar ao enfrentar as dificuldades que encontra no mundo exterior. Ele buscará seu consolo em outra fonte - homens ou mulheres - bebida ou drogas - ou isolando-se dentro do lar, o que não será de nenhuma utilidade para sua companheira ou para os filhos.

    • Logo, homens e mulheres têm a mesma responsabilidade de cuidar e amar um ao outro.

        Assim como o Homem deve aprender a canalizar, diariamente, o "Aspecto-Paí" da Consciência Divina na família e no trabalho, do mesmo modo a Mulher deve aprender a expressar o "Aspecto-Mãe" da Consciência Divina em sua vida diária.
        O acesso aos Reinos Celestiais será negado àqueles que negam esta Verdade, até que tenham aumentado sua percepção espiritual e, com a ajuda da oração, tenham mudado suas atitudes. Somente quando sua visão tiver se elevado acima da percepção humana terrena de "masculino e feminino", - e ido além de seus desejos terrestres e dos impulsos do ego, - em direção à Realidade da qual adquiriram seu "ser", poderão escapar da roda da reencarnação e encontrar a entrada para a Felicidade e a Glória definitivas.
        Se dentro de uma cultura a mulher é considerada simplesmente uma "posse", um objeto dos desejos do homem e não é tratada como uma mulher, absolutamente igual ao homem, tal cultura não compreendeu a verdadeira natureza do homem e da mulher.
        O homem e a mulher são duas metades iguais de um todo. Quando o homem é solteiro e vive só manifesta somente um aspecto de sua FONTE do SER, e, quando a mulher vive só e solteira, ela também manifesta apenas um aspecto de sua FONTE do SER.
        A INTENÇÃO DIVINA da CONSCIÊNCIA UNIVERSAL foi a de expressar SUA própria totalidade através da criação, ao individualizar, na forma física, cada um dos dois aspectos de SI MESMO igualmente equilibrados, e depois voltar a uni-Ios na forma física, a fim de que eles experimentem a unidade e a totalidade da CONSCIÊNCIA DIVINA, de onde originalmente obtiveram a sua individualidade.
        Ao unirem-se no amor e unidade de espírito e corpo, eles descobrem a alegria e o êxtase da CONSCIÊNCIA UNIVERSAL em equilíbrio. (Todo esse processo é exposto claramente nas CARTAS_5_e_7). Portanto, a combinação da masculinidade do homem e a feminilidade da mulher são essenciais para formar uma "totalidade" elaborada a partir da FONTE do SER. Desta combinação forma-se uma criança íntegra.

[CARTAS  DE  CRISTO - Carta 4]

        É necessário deslocar a concepção do sexo, abstendo-nos de situá-la tão-somente em determinados órgãos do corpo_transitório das criaturas. Vejamos o sexo como qualidade ...

  • positiva ou passiva,
  • emissora ou receptora da alma.

        Chegados a esse entendimento, verificamos que toda manifestação sexual evolve com o ser. 

  • Enquanto nos mergulhamos no charco das vibrações pesadas e venenosas, experimentamos, nesse domínio, simplesmente sensações

  • À medida que nos dirigimos a caminho do equilíbrio, colhemos material de experiências proveitosas, oportunidades de retificação, força, conhecimento, alegria e poder.
     

  • Em nos harmonizando com as leis supremas, encontramos a iluminação e a revelação, enquanto os Espíritos Superiores colhem os valores da Divindade. 

        Substituamos as palavras “união sexual” por “união de qualidades” e observaremos que toda a vida universal se baseia nesse divino fenômeno, cuja causa reside no próprio Deus, Pai Criador de todas as coisas e de todos os seres.

        Essa “união de qualidades”, ... 

  • entre os astros, chama-se magnetismo planetário da atração, 

  • entre as almas denomina-se amor

  • entre os elementos químicos é conhecida por afinidade.

        Não seria possível, portanto, reduzir semelhante fundamento da vida universal, circunscrevendo-o a meras atividades de certos órgãos do aparelho físico. A paternidade ou a maternidade são tarefas sublimes; não representam, porém, os únicos serviços divinos, no setor da Criação minuta. O apóstolo que produz no domínio da Virtude, da Ciência ou da Arte, vale-se dos mesmos princípios de troca, apenas com a diferença de planos, porque, para ele, a permuta de qualidades se verifica em esferas superiores.

  • fecundações físicas
  • e fecundações psíquicas. 
    • As primeiras exigem as disposições da forma, a fim de atenderem a exigências da vida, em caráter provisório, no campo das experiências necessárias. 
    • As segundas, porém, prescindem do cárcere de limitações e efetuam-se nos resplandecentes domínios da alma, em processo maravilhoso de eternidade. 

        Quando nos referimos ao amor do Onipotente, quando sentimos sede da Divindade, nossos espíritos não procuram outra coisa senão a troca de qualidades com as esferas sublimes do Universo, sequiosos do Eterno Princípio Fecundante...

        É lamentável que a maioria dos nossos irmãos encarnados na Crosta tenha menosprezado as faculdades_criativas do sexo, desviando-as para o vórtice de prazeres_inferiores. Todos pagarão, porém, ceitil por ceitil, o que devem ao altar santificado, através de cuja porta receberam a graça de trabalhar e aprender na superfície da Terra. Todo ato criador está cheio de sagradas comoções da Divindade e são essas comoções sublimes da participação da alma, nos poderes criadores da Natureza, que os homens conduzem, imprevidentemente, para a zona do abuso e da viciação. Tentam arrastar a luz para as trevas e convertem os atos sexuais, profundamente veneráveis em todas as suas características, numa paixão_viciosa tão deplorável como a embriaguez ou a mania do ópio. Entretanto, sem que os olhos mortais lhes observem as angústias retificadoras, todos os infelizes, em semelhantes despenhadeiros, são punidos severamente pela Natureza divina.

[16a - página 184 ] - André Luiz

                      

PAIS EM MISSÃO

        O diamante perdido no lodo, por algum tempo, não deixa de ser diamante. Assim, também, a paternidade e a maternidade, em si mesmas, são sempre divinas. Em todo lugar desenvolve-se o auxilio da esfera superior, desde que se encontre em jogo o trabalho da Vontade de Deus. Entretanto, devemos considerar que, em tais circunstâncias, as atividades de auxílio são verdadeiramente sacrificiais. As vibrações_contraditórias_e_subversivas das paixõcs_desvairadas da alma_em_desequilíbrio, comprometem os nossos melhores esforços, e, muitas vezes, nessas paisagens de irresponsabilidade e viciação, para ajudar, em obediência ao nosso ministério, devemos, antes de tudo, lutar contra entidades monstruosas, dominadoras dos círculos de vida dos homens e das mulheres que, imprevidentemente, escolhem o perigoso caminho da perturbação emocional, onde tais entidades ignorantes e desequilibradas transitam. Nesses casos, nem sempre a colaboração_do_plano_espiritual pode ser perfeita, porquanto são os próprios pais que, menosprezando a grandeza do mandato que lhes foi confiado, abrem as portas de suas potências sagradas aos impiedosos monstros da sombra que lhes perseguem os filhos nascituros.

        Certas almas heróicas escolhem semelhante entrada na existência carnal, a fim de se fortalecerem nas resistências supremas contra o mal, desde os primeiros dias de serviço uterino. Entretanto, devemos considerar que é preciso ser suficientemente forte na e na coragem para não sucumbir. Nos renascimentos dessa espécie, o maior número de criaturas, porém, cumpre o programa salutar das provações retificadoras. Muitas fracassam; todavia, há sempre grande quantidade das que retiram os melhores lucros espirituais no setor da experiência para a vida eterna.

       

        ...

 

        Começava a compreender a procedência de certos fenômenos teratológicos e de determinadas moléstias_congênitas que, no mundo, confrangem o coração. As asserções do momento levam-me a novo e fascinante estudo — a questão das provas retificadoras e necessárias.

[16a - página 200 ] - André Luiz

Ver também:

 

Crianças e Adolescentes

DESAPARECIDOS