Homeostase
Página acima: Sistema linfático
 

--

--

     O corpo_humano é composto de vários sistemas e órgãos, cada um consistindo de milhões de células. Estas células necessitam de condições relativamente estáveis para funcionar efetivamente e contribuir para a sobrevivência do corpo como um todo. A manutenção de condições estáveis para suas células é uma função essencial do corpo humano, a qual os fisiologistas chamam de homeostase.
        A homeostase (homeo = igual; stasis = ficar parado) é uma condição na qual o meio interno do corpo permanece dentro de certos limites fisiológicos. O meio interno refere-se ao fluido entre as células, chamado de líquido intersticial (intercelular). (Ver: Sistema linfático)
        Um organismo é dito em homeostase quando seu meio interno contém:

  • a concentração apropriada de substâncias químicas, 

  • mantém a temperatura 

  • e a pressão adequadas. 

        Quando a homeostase é perturbada, pode resultar a doença. Se os fluidos corporais não forem trazidos de volta à homeostase, pode ocorrer a morte.


 

Estresse e Homeostase

 

        A homeostase pode ser perturbada pelo estresse, que é qualquer estímulo que cria um desequilíbrio no meio interno

  • O estresse pode originar-se no meio externo na forma de estímulos tais como o calor, o frio ou falta de oxigênio. 

  • Ou o estresse pode originar-se dentro do corpo na forma de estímulos como pressão sanguínea alta, tumores ou pensamentos desagradáveis

  • A maioria dos estresses é leve e rotineira. 

  • O estresse extremo pode ser causado por envenenamento, superexposição a temperaturas extremas e intervenções cirúrgicas.

        Felizmente, o corpo apresenta muitos mecanismos de regulação (homeostática) que podem trazer o meio interno de volta ao equilíbrio. Cada estrutura corporal, do nível celular ao sistêmico, tenta manter o meio interno dentro dos limites fisiológicos normais.
        Os mecanismos homeostáticos do corpo estão sob o controle dos sistemas nervoso e endócrino

  • O sistema nervoso regula a homeostase pela detecção dos desequilíbrios do corpo, e pelo envio de mensagens (impulsos nervosos) aos órgãos apropriados para combater o estresse

  • O sistema endócrino é um grupo de glândulas que secretam mensageiros químicos, chamados de hormônios, na corrente sanguínea.

         Enquanto os impulsos nervosos coordenam a homeostase rapidamente, os hormônios atuam de forma mais lenta.

Paulo N. Rocha Jr

http://www.corpohumano.hpg.ig.com.br/generalidades/homeostase/homeostase4.html 

HOMEOSTASE ou HOMEOSTASIA s.f. Fisiologia. Tendência de os organismos vivos manterem constantes seus parâmetros biológicos ante modificações do meio exterior. (Var: homeóstase.) — O meio interno estável é regulado por processos corporais como: 

        O sistema nervoso e os hormônios do sistema endócrino influenciam grandemente a homeostase

        Todos os seres vivos mantêm certo equilíbrio de condições internas.
        Os cientistas acreditam que a homeostase indica o grau de evolução de uma espécie

  • Quanto mais estáveis os sistemas internos de um organismo, mais independente ele se mostra do meio externo. 

  • Por sua vez, quanto mais independente do meio externo, maior é seu grau de desenvolvimento.

http://win2nt239.digiweb.com.br/cgi-bin/delta.exe/dicionario/verbete?ID=88325 

Homeostase: O Poder de Curar


        A habilidade do corpo em manter a homeostase dá-lhe um tremendo poder de cura e uma notável resistência ao abuso.
        Mas, para a maioria das pessoas, boa
saúde durante a vida não acontece por acaso. Dois fatores importantes para este equilíbrio denominado saúde são o meio ambiente e o próprio comportamento do indivíduo. Sua homeostase é afetada pelo ar que você respira, pela comida que você come e também pelos seus pensamentos.
        A maneira que você vive pode ajudar ou interferir com a habilidade de seu corpo em manter a
homeostase e recuperar-se dos inevitáveis estresses que a vida coloca em seu caminho. Consideremos o estresse imposto por um simples resfriado. Você está favorecendo seus processos naturais de cura quando você se cuida.
        Bastante repouso e ingestão de líquidos permitem que o sistema imunológico realize seu trabalho. O resfriado faz seu curso e você logo estará de pé novamente.
Se, em vez de se cuidar, você continuar fumando dois maços de cigarro ao dia, não se alimentar adequadamente e passar diversas noites acordado estudando para um exame de anatomia e fisiologia, você interferirá com a habilidade do sistema imunológico em rejeitar microrganismos invasores e trazer o corpo de volta à
homeostase e à boa saúde. Outras infecções tomarão vantagem de seu estado enfraquecido, e logo o resfriado terá se transformado em uma bronquite ou pneumonia.


Paulo N. Rocha Jr

http://www.corpohumano.hpg.ig.com.br/generalidades/homeostase/homeostase7.html 

    

Segundo é fácil de concluir, todos os seres vivos respiram na onda de psiquismo dinâmico que lhes é peculiar, dentro das dimensões que lhes são características ou na freqüência que lhes é própria. Esse psiquismo independe dos centros nervosos, de vez que, fluindo da mente, é ele que condiciona todos os fenômenos da vida orgânica em si mesma. 

[28a - página 17] - André Luiz

 

(Ver: Psiquismo e Células ; Saúde e Doenças)

        A mente de Deus cria sem cessar, e a mente_humana, por sua vez, é co-criadora, preservando ou torpedeando as células da organização_física, tanto quanto delicados equipamentos psíquicos. A saúde, desse modo, além de decorrer dos compromissos cármicos em pauta, resulta das ondas mentais elaboradas e mantidas. Sendo cada célula portadora de uma “consciência individual”, ela vibra ao ritmo da consciência do ser, que lhe oferece as energias que lhe dão vida ou que lhe produzem desarmonia.

JOANNA DE ÂNGELIS - Psicografado por Divaldo Pereira Franco

Trabalho de João Gonçalves Filho - (CÉLULA  427)

        Nascemos com uma série de mecanismos que regulam nosso organismo para funcionar sempre em perfeito equilíbrio. A esse processo, o fisiologista norte-americano Walter Cannon chamou de homeostasia. O detalhe interessante é que esse mecanismo é automático, ele se auto-regula. Pois bem, por uma razão que só Deus pode explicar, mas que ouso dar minha opinião, não fomos criados com um mecanismo automático que garanta o equilíbrio de nossas_mentes. Refiro-me ao equilíbrio entre os pensamentos positivos e negativos. Mas, Ele nos deu a ferramenta necessária para buscarmos esse equilíbrio. Ele nos deu a capacidade de escolhermos no que pensar.
        Entenda que o pensamento é uma conexão ou conjunto de ideias. Se você preenche sua mente de ideias positivas, boas, é natural que você tenha uma maior propensão a pensar positivamente. Suas ideias, crenças, valores, são frutos de suas experiências pessoais. Basicamente, nós aprendemos com as pessoas e com os livros.  Se você quiser se alimentar de boas ideias você terá que escolher o que "ler" (livros, TV, cinema, revistas) bem como com quem se relacionar. Saiba que você será fruto disso.


Paulo Angelim

http://www.fastjob.com.br/consultoria/artigos_visualizar_ok_todos.asp?cd_artigo=141 

        De acordo com o fisiologista francês Claude Bernard o "meio interno" foi definido como sendo composto de: 

        Este último banha as células e se contrapõe ao líquido intracelular. O sangue é o líquido contido dentro dos vasos sangüíneos (artérias e veias de vários calibres) e circula nos dois sentidos: 

  • do coração para a periferia (arterial) 

  • e da periferia para o coração (venoso). 

        A linfa é um líquido contido dentro de vasos especiais denominados linfáticos e só circula no sentido periferia para o coração. Assim, a linfa surge  em vários pontos do corpo e se dirige ao coração onde se mistura ao sangue, passando a fazer parte deste. Em vários pontos do organismo a linfa surge da filtração capilar e banha as células ofertando-lhes os nutrientes necessários e, assim, podemos dizer que nenhuma célula recebe sangue, "diretamente", para sua sobrevivência e quem nutre as células é a linfa. Por outro lado, a linfa que penetra nos vasos linfáticos na periferia surge da filtração capilar e, por conseqüência, se forma a partir do LEC

        O líquido intersticial foi dividido ou denominado, no passado, por alguns autores: 

  • ACHARD chamou o líquido intersticial de canalicular (dentro dos linfáticos) e propriamente dito (entre as células); 

  • HEINDEHEIN o classificou como hemolinfa 

  • e finalmente outros o batizaram de intersticial ou LEC.

Newton da Cruz Rocha

http://www.uff.br/fisiovet/AULAS/LINFA/linfa.htm 

        As proteínas tendem a se acumular no líquido intersticial, aumentando a pressão coloidosmótica deste.  Isso “puxa” líquido para o interstício, aumentando assim seu volume e pressão.  Esse aumento de pressão leva a um aumento da intensidade do fluxo linfático.  Os valores desses fatores, em situação normal, chegam a um estado de equilíbrio estável.

http://www.icb.ufmg.br/fib/gradua/2000/micro/linfatico.htm 

        Para se cultivar células em plasma é necessário usar uma quantidade de líquido 2.000 vezes maior que seu próprio volume. Só assim essas células não serão intoxicadas em poucos dias por seus próprios resíduos metabólicos. Para cultivar in vitro todo o tecido do corpo humano, são necessários cerca de 200.000 litros de líquido nutritivo (Benninghoff/Goertler). Entretanto nosso organismo mantém suas células com apenas 5 a 6 litros de sangue e 16 a 18 litros de linfa.

http://www.arzt.com.br/artigo6.shtm 

Ver também:

 

Crianças e Adolescentes

DESAPARECIDOS