Página acima: Mundos
Mundos dos Espíritos

--



Adalberto Prado de Morais -tioada@yahoo.com.br
http://www.facebook.com/home.php?sk=group_173328152702701#!/photo.php?fbid=1552539700094&set=a.1552539540090.2070101.1433191526

A Terra se encontra em estágio de Transição - entre "Expiação e Provas" e "Regenerados".

Os Espíritos constituem um mundo à parte, fora daquele que vemos. O mundo das inteligências incorpóreas.   

[9a - página 82 questão 84]

Entre o mundo espírita e o mundo corpóreo, o mundo espírita é o principal. O mundo espírita, que preexiste e sobrevive a tudo.

[9a - página 83 questão 85]

O mundo corporal poderia deixar de existir, ou nunca ter existido, sem que isso alterasse a essência do mundo espírita. Eles são independentes; contudo, é incessante a correlação entre ambos, porquanto um sobre o outro incessantemente reagem. 

[9a - página 83 questão 86]

        Os espíritos estão por toda parte. Povoam infinitamente os espaços infinitos. Tendes muitos deles de contínuo a vosso lado, observando-vos e sobre vós atuando, sem o perceberdes, pois que os Espíritos são uma das potências da Natureza e os instrumentos de que Deus se serve para execução de Seus desígnios providenciais. Nem todos, porém, vão a toda parte, por isso que há regiões interditas aos menos adiantados.  

[9a - página 83 questão 87]

Nem sempre o Espírito tem a faculdade de escolher o mundo onde passe a habitar. Pode pedir que lhe seja permitido ir para este ou aquele e pode obtê-lo, se o merecer, porquanto a acessibilidade dos mundos, para os Espíritos, depende do grau da elevação destes.  Se o Espírito nada pedir, o que determina o mundo em que ele reencarnará é o grau da sua elevação.  

[9a - página 126 questão 184]

Há mundos onde o Espírito, deixando de revestir corpos materiais, só tenha por envoltório o perispírito. E mesmo esse envoltório se torna tão etéreo que para vós é como se não existisse. Esse o estado dos Espíritos puros.  

[9a - página 127 questão 186]

        O meio está sempre em relação com a natureza dos seres que têm de nele viver: 

  • os peixes, na água; 

  • as aves, no ar; 

  • os seres espirituais no fluido espiritual ou etéreo, mesmo que estejam na Terra

        O fluido etéreo está para as necessidades do Espírito, como a atmosfera para as dos encarnados.

        Os Espíritos_inferiores não podem suportar o brilho e a impressão dos fluidos mais etéreos. Não morreriam no meio desses fluidos, porque o Espírito não morre, mas uma força instintiva os mantêm afastados dali, como a criatura terrena se afasta de um fogo muito ardente ou de uma luz muito deslumbrante.

        Eis aí por que não podem sair do meio que lhes é apropriado à natureza; para mudarem de meio, precisam antes mudar de natureza, despojar-se dos instintos materiais que os retêm nos meios materiais; que se depurem e moralmente_se_transformem. Então, gradualmente se identificam com um meio mais depurado, que se lhes torna uma necessidade, como os olhos, para quem viveu longo tempo nas trevas, insensivelmente se habituam à luz do dia e ao fulgor do Sol.

[38 - capítulo XIV página 280 item 11]

        Nós estamos todo o tempo rodeados de espíritos, os quais estão sempre próximos a nós. Porém nossos olhos não os vêem, porque são formados por um corpo perispiritual que é muito menos denso ao nosso corpo físico. O mesmo também ocorre no mundo espiritual, que pode ser considerado uma outra dimensão que coexiste com a nossa. Ao redor da Terra, existem várias regiões, colônias, regiões expiativas - tudo correspondendo à vida espiritual terrestre. Cada planeta possui suas regiões e colônias que estão de acordo com o grau de evolução geral do mesmo. Há as colônias de tratamento pós-desencarnatório, as de estudo, as de passagem. Há também as regiões chamadas de umbralinas, regiões punitivas, em que o espírito sofre, durante a sua passagem pela vida espiritual, as conseqüências de seus erros e faltas cometidas quando em sua estada carnal. Como já foi dito, portanto, os espíritos nos rodeiam e, assim, nos influenciam a todo momento, muito mais do que podemos imaginar, podendo ser para o bem ou para o mal, dependendo da nossa sintonia_mental e da natureza dos espíritos que assim atraímos. E é desse tipo de influência que muitas vezes se instalam as obsessões.

http://www.plenus.net/arquivos/glossario.html 

        Muitos comunicantes da Vida Espiritual têm afirmado, em diversos países, que o plano_imediato_à_residência_dos_homens jaz subdividido em várias esferas. Assim é com efeito, não do ponto de vista do espaço, mas sim sob o prisma de condições, qual ocorre no globo de matéria mais densa, cujo dorso o homem pisa orgulhosamente.

        Para justificar a nossa asserção, lembraremos, em rápida síntese, que a crosta terrestre, na maior parte dos elementos que a constituem, é sólida, mas conservando, aqui e ali, vastas cavidades repletas de líquido quente ou de material plástico.

        Guarda o orbe grande núcleo no seio, e que podemos considerar como sendo plasmado num aço de níquel natural, revestido por grossa camada de rocha basáltica, medindo dois mil quilômetros, aproximadamente, de raio, no tope da qual, ali e acolá, surgem finas superfícies de rocha granítica, entre as quais a face basáltica está recoberta de água. Mais ou menos nessa superfície, reside a zona mais apropriada para indicar o limite do solo que é, conseqüentemente, o leito do oceano.

        Temos, desse modo, os continentes do mundo, como ligeira película, com a propriedade de flutuar, à maneira de barcaças imensas, sobre o maciço basáltico, película essa que mantém a espessura de cinqüenta quilômetros em média.

        Encontramos, assim, na constituição natural do Planeta, desde a barisfera à ionosfera, múltiplos círculos de força e atividade na terra, na água e no ar, tanto quanto nos continentes identificamos as esferas de civilização e nas civilizações as esferas de classe, a se totalizarem numa só faixa do espaço.

[56 - página 97] - Uberaba-MG, 12/3/1958

Colônias Espirituais

O Mundo Espiritual para o mundo fisico na obra de Andre Luiz

https://www.youtube.com/watch?v=ttVTP46hQfI

Ver também:

 

Crianças e Adolescentes

DESAPARECIDOS