Página acima: Universo
Fluidos

--

Eflúvio [do latim effluvium] - É o mesmo que fluido

http://www.espirito.org.br/portal/doutrina/vocabulario/letra-e.html 

Fluido [do latim fluidu] – 

  • 1. Diz-se das substâncias líquidas ou gasosas. 

  • 2. Que corre ou se expande à maneira de um líquido ou gás. 

Fluídico [do latim fluidu] - 

  • 1. Relativo ou semelhante a fluido

  • 2. Etérico ou imponderável.

Chamam-se de fluidos os líquidos e os gases, estes últimos geralmente denominados fluidos elásticos, por sua grande compressibilidade. Há, porem, um tipo especial e superior de gás, o Plasma, que se forma quando todos os átomos ou moléculas neutras, sob poderosa excitação elétrica, são transformados em pigmentos carregados de íons ou elétrons. 

[45 - página 36]

        A ciência terrestre classifica o electrônio como a derradeira unidade de matéria, de carga elétrica negativa. No mundo do infinitesimal, porém, temos um caminho ilimitado e progressivo a percorrer. (Ver: Teoria das Cordas)

        O homem, diante da incapacidade da sua estrutura e em face da sua zona sensorial limitada, não consegue ir além, no labirinto de segredos do micro­cosmo e, para que nos façamos entendidos, não podemos convir convosco em que os fluidos, de um modo geral, sejam correntes de electrônios, ainda mesmo considerando-se a necessidade de representar-se, com essa unidade, uma base para a vossa possibilidade de compreensão e de análise, porque os electrônios são ainda expressões de matéria em estado de grande rarefação.

[71 - página 119]  - Emmanuel - 1938

        A consciência que aprendera a realizar complexas transubstanciações de força nas diversas linhas da Natureza, em se adaptando aos continentes_da_esfera_extrafísica, passa a maliar com os fenômenos de mentação e reflexão, de que o pensamento é a base fundamental.

        Definimos o fluido, dessa ou daquela procedência, como sendo um corpo cujas moléculas cedem invariavelmente à mínima pressão, movendo-se entre si, quando retidas por um agente de contenção, ou separando-se, quando entregues a si mesmas.

        Temos, assim, 

  • os fluidos líquidos, 

  • elásticos ou aeriformes 

  • e os outrora chamados fluidos imponderáveis, tidos como agentes dos fenômenos luminosos, caloríficos e outros mais.

[56 - página 95]

        Fluido (lê-se fluido e não fluído) é um termo genérico empregado para traduzir a característica "das substâncias líquidas ou gasosas", ou de substância "que corre ou se expande à maneira de um liquido ou gás; fluente". Por isso, popularmente falando, designamo-lo como sendo a fase não sólida da matéria, a qual pode se apresentar em quatro subfases (Atualmente a Ciência já considera até sete subfases para a matéria): 

  • pastosa, 

  • líquida, 

  • gasosa 

  • e radiante, tendo sido esta ultima apresentada à Ciência por um dos seus mais eminentes sábios, o inglês Sir William Crookes.

http://www.cvdee.org.br/trata_artigosn.asp?ID=29

        Esta palavra é utilizada na Física e no  Espiritismo com sentidos bem diferentes. 

  • No século XIX, fluido, em Física, era empregado para designar materiais capazes de penetrar pelos vazios da matéria e de se escoar. A eletricidade, o calor, a luz etc., eram tidos como fluidos, além dos gases e líquidos em geral (ar, água etc.). 

  • Posteriormente estas ideias foram abandonadas pelos físicos, passando o termo fluido a designar somente os gases e os líquidos em geral, e não mais a eletricidade, o calor, a luz etc. 

        Nessa época, século XIX, Kardec, fazendo uma analogia dos "materiais" mencionados e manuseados pelos espíritos, com a eletricidade (então caracterizada pelo fluido elétrico), denomina-os de fluidos, às vezes adjetivados ou não, como o chamado fluido magnético, para designar o fluido utilizado pelos magnetizadores

 

(Ver: Magnetismo  e Passe e Medicina )

 

        Com o abandono do termo pelos físicos para caracterizar a eletricidade, o calor etc., o termo fluido introduzido por Kardec tornou-se interessante, sem perigo de confusão, pois o significado atualmente utilizado em Física não tem com ser confundido com o significado utilizado pelo Espiritismo. Parece que Kardec adivinhou ...

http://www.geocities.com/Athens/Academy/8482/poliss.html 

POLISSEMIAS NO ESPIRITISMO -  Aécio Pereira Chagas

        Em que pontos e até onde Kardec está desatualizado? O que podemos fazer para atualizá-lo? — Os que dizem que Kardec está desatualizado, não o dizem onde.

        A única coisa ressalvável é a sua linguagem restrita e compatível com o nível da época em que viveu.

 

Exemplo: Kardec era obrigado a falar de fluido magnético porque naquele tempo não se conhecia o átomo.  Dessa forma, tudo o que transcendia à matéria era considerado fluídico.  Mesmo assim fez uma ressalva, dizendo que estava usando essa linguagem na falta de outra melhor.  

http://www.ceismael.com.br/tema/tema11.htm

Ver também:

Crianças e Adolescentes

DESAPARECIDOS