Sofrimento hum ano- Sofrimento físico
página acima: Sofrimento
-
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____Na sociedade, nenhuma classe é perfeitamente feliz e o que julgais ser a felicidade muitas vezes oculta pungentes aflições. O sofrimento está por toda parte. Entretanto, direi que as classes a que chamas sofredoras são mais numerosas, por ser a Terra lugar de expiação. Quando a houver transformado em morada do bem e de Espíritos_bons, o homem deixará de ser infeliz aí e ela lhe será o paraíso terrestre."

[9a - página 431 questão 931]

____Ao homem que, não fazendo o mal, também nada faz para libertar-se da influência da matéria, que nenhum passo dá para a perfeição, tem que recomeçar uma existência de natureza idêntica à precedente. Fica estacionário, podendo assim prolongar os sofrimentos da expiação.

[9a -página 458 questão 987]

____O homem é o causador de seus sofrimentos materiais e de seus sofrimentos morais. Mais ainda, porque os sofrimentos materiais algumas vezes independem da vontade; mas, ...

____Fazem-lhe a infelicidade:

  • a vaidade,
  • a ambição
  • e a cobiça desiludidas.

____Se se colocar fora do círculo acanhado da vida material, se elevar seus pensamentos para o infinito, que é seu destino, mesquinhas e pueris lhe parecerão as vicissitudes da Humanidade.

____Aquele que só vê felicidade na satisfação do orgulho e dos apetites_grosseiros é infeliz, desde que não os pode satisfazer, ao passo que aquele que nada pede ao supérfluo é feliz com os que outros consideram calamidades. Mas, também, lhe é facultado raciocinar sobre os meios de obter consolação e de analisá-los. Essa consolação ele a encontra no sentimento cristão, que lhe dá a esperança de melhor futuro, e no Espiritismo que lhe dá a certeza desse futuro.

[9a - página 432 questão 933]

____Os sofrimentos deste mundo independem, algumas vezes, de nós; muito mais vezes, contudo, são devidos à nossa vontade. Remonte cada um à origem deles e verá que a maior parte de tais sofrimentos são efeitos de causas que lhe teria sido possível evitar. Quantos males, quantas enfermidades não deve o homem aos seus excessos, à sua ambição, numa palavra: às suas paixões?

[9a - página 169 questão 257]

____Sabendo ser transitória a vida corporal e que as tribulações que lhe são inerentes constituem meios de alcançarmos melhor estado, os Espíritos mais se afligem pelos nossos males devidos a causas de ordem moral, do que pelos nossos sofrimentos físicos, todos passageiros.

[9a - página 255 questão 487]

____Ora, conforme temos dito, a vida do corpo bem pouca coisa é. Um século no vosso mundo não passa de um relâmpago na eternidade. Logo, nada são os sofrimentos de alguns dias ou de alguns meses, de que tanto vos queixais. Se considerásseis a vida qual ela é e quão pouca coisa representa com relação ao infinito, menos importância lhe daríeis. Em outra vida, essas vítimas acharão ampla compensação aos seus sofrimentos, se souberem suportá-los sem murmurar.

[9a - página 349 / 350 questão 738]

  • O amor equilibra,
  • a dor restaura.

____É por isso que ouvimos muitas vezes: Nunca teria acreditado em Deus se não houvesse sofrido.

EMMANUEL - (Caminho, Verdade e Vida) [55 - página 103]

A maioria dos nossos irmãos na Terra caminha para Deus, sob o ultimato das dores, mas não aguardes pelo açoite de sombras, quando podes seguir, calmamente, pelas estradas claras do amor.

EMMANUEL - (Renúncia) [55 - página 104]

O homem comum, nos seus interesses mesquinhos, não considera a dor senão como resgate e pagamento, desconhecendo o gozo de padecer por cooperar sinceramente na edificação do Reino do Cristo.

EMMANUEL - (Renúncia) [55 - página 103]

Abençoa as dores que te ferem o espírito e estraçalham o coração. Essa amarguras atrozes obrigam-te a calar, para que a verdade te fale à consciência.

EMMANUEL - (Renúncia) [55 - página 104]

A dor é o preço sagrado de nossa redenção ...

EMMANUEL - (50 Anos Depois) [55 - página 104]

Ninguém passará ileso nos caminhos do mundo. As pedras da incompreensão e da dor, no ambiente comum da existência carnal, chovem sobre todos.

EMMANUEL - (Reformador - 10/952) [55 - página 104]

  • Dor e sacrifício,
  • aflição e amargura são processos de sublimação que o Mundo Maior nos oferece, a fim de que a nossa visão espiritual seja acrescentada.

EMMANUEL - (Reformador - 10/953) [55 - página 105]

Não basta sofrer simplesmente para ascender à glória espiritual. Indispensável é saber sofrer, extraindo as bênçãos de luz que a dor oferece ao coração sequioso de paz

EMMANUEL - (Vinha de Luz) [55 - página 105]

Todas as criaturas sofrem no cadinho das experiências necessárias, mas bem poucos espíritos sabem padecer como cristãos, glorificando a Deus.

EMMANUEL - (Vinha de Luz) [55 - página 105]

  • Numerosas criaturas sentem-se eminentemente sofredoras, por não lhes ser possível a prática do mal
  • revoltam-se outras porque Deus não lhes atendeu aos caprichos perniciosos.

EMMANUEL - (Caminho, Verdade e Vida) [55 - página 106]

O sofrimento de muitos homens, na essência, é muito semelhante ao do menino que perdeu seus brinquedos.

EMMANUEL - (Caminho, Verdade e Vida) [55 - página 106]

____Lágrimas, nos lares da carne, freqüentemente expressam júbilos de lares celestiais. Os orientadores divinos, porém, não folgam porque os seus tutelados sejam detentores de padecimentos, mas justamente porque semelhante situação indica possibilidades renovadoras no trabalho de aperfeiçoamento.

EMMANUEL - (Vinha de Luz) [55 - página 106]

A dor espreitar-nos-á a existência, porque a dor é selo do aperfeiçoamento moral no mundo...

EMMANUEL - (Ave, Cristo!) [55 - página 106 ]

____O sofrimento é a forja purificadora, onde perdemos o peso das paixões_inferiores, a fim de nos alçarmos à vida mais alta ... Quase sempre é na câmara escura da adversidade que percebemos os raios da Inspiração Divina, porque a saciedade terrestre costuma anestesiar-nos o espírito....

EMMANUEL - (Ave, Cristo!) [55 -página 106]

Devemos nos compenetrar e refletirmos sobre nossa dor, nosso sofrimento. Mas, jamais nos abatermos ou perdermos a oportunidade de crescimento nestes momentos difíceis.

[0]

Ver também: