Riscos para o médium, nas manifestações físicas
página acima

-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

CAPÍTULO VIII, do livro "MECÂNICA PSÍQUICA", 2ª Edição - 1975, de W. J. Crawford
LAKE - Livraria Allan Kardec Editor

Exp. 58. — Eletroscópio carregado sob uma mesa em levitação.

____Carreguei um eletroscópio, coloquei-o sob a mesa em levitação no ponto mais central, e aí o deixei cerca de 30 segundos. O resultado foi nulo.
____A exploração do espaço entre o médium e a mesa impunha-se; infelizmente, é uma região onde é muito difícil colocar um instrumento, porquanto corre-se o risco de tocar um ponto vital e romper a linha de comunicação. Ora, essa linha, ou essas linhas, parecem difíceis de ser estabelecidas, e sua ruptura acarreta a interrupção dos fenômenos durante um tempo apreciável. O pesquisador deverá portanto agir com a maior prudência, tanto mais que uma ação imprudente pode causar acidentes graves para com o médium.No decorrer de experiênclas mais recentes, um, médico examinou Mlle G. Durante a realização dos fenômenos. Durante a levitação, o pulso subil de 72 a 110 e mesmo a 126. A respiração e a temperatura permaneceram normais. A palma da mão tornou-se úmida mas não fria. Somente os clarões fotográficos afetaram muito o médium.

[113 - página 155]

____Numa fotografia com magnético de Mlle Goligher, tirada durante uma sessão, distinguem-se vestígios de uma substância escura saindo de cada um de seus dedos que descançavam sobre seus joelhos. Dir-se-ia serem prolongamentos de seus dedos que descem de sua blusa para seus tornozelos. É um fato também bastante conhecido, nas sessões de mesa, que no início, sai da extremidade dos dedos dos assistentes uma substância gasosa da qual se sente a projeção enquanto os dedos se tornam totalmente frios. Também o abuso das experiências_psíquicas parece prejudicial à saúde de muitas pessoas. Dir­se-ia que perdem a energia vital ou nervosa, a qual não recuperam senão muito tempo depois.

[113 - página 158]

____Wilson de Oliveira contou que “Peixotinho”, em uma de suas sessões, ficou sem as pernas e os “espíritos” passaram mais de uma hora para recompô-las.
____Em 6 de dezembro de 1946, o Dr. Amadeu Santos, após o término da reunião, pesou “Peixotinho” e outras pessoas e constatou que ele havia perdido 4,5 quilos e os outros participantes, de 1,5 a 2 quilos.
____Estranhamente, Laís Teixeira Dias, que recebera assistência espiritual nesta sessão, teve o seu peso aumentado em 2 quilos.
____Jair Soares, em uma sessão do Grupo Scheilla, em 7 de novembro de 1949, assistiu à desmaterialização das pernas do agente psi Fábio Machado.
____Rafael Américo Ranieri assim descreveu o acontecimento:

____"Logo em seguida, nota-se que o médium Fábio está gemendo muito e, entre o barulho da música do canto que se fazia, ouve-se a voz de José Grosso, fraca, arrastada, que chama dolorosamente o Jair, dizendo-lhe que a porta da cozinha (onde estava o médium) tinha se aberto...
____A notícia é recebida com um choque tremendo e o Jair fica um pouco aturdido. . . Imediatamente corre em direção à cabina-cozinha e verifica que pela porta aberta num espaço de um palmo entrava uma forte luz de luar.
____Perto do médium uma luz forte e na altura de sua garganta saía um tubo ectoplásmico em cuja ponta havia uma luz e por aí se ouvia a voz da irmã Scheilla, dizendo da gravidade da situação e pedindo a mais viva cooperação para tão doloroso momento.
____Preces suplicantes são dirigidas ao Pai, a Jesus, pedindo pelo médium. O mesmo continua gemendo dolorosamente. Ansiosa expectativa toma os nossos espíritos que, todavia, se mantêm confiantes e firmes, tudo depositando no amor de Jesus.
____Ouve-se novamente a voz da querida Scheilla que chama à cabina os irmãos Jair e Dante. Pede que eles segurem na calça do médium mantendo-a esticada. Nesse momento, ao assim fazerem, verificam com assombro que ambas as pernas das calças estão vazias e que os sapatos estão também vazios. Dante segura em uma das pernas e Jair na outra. Assim permanecem ajoelhados, por quase meia hora.
____Recebem ordem para retornarem. Músicas, cantos e preces continuam subindo para o céu. Decorrem muitos minutos e, silenciosamente, a querida Scheilla vem até ao Jair e lhe diz, magoadamente, que, infelizmente, não conseguiam formar as pernas do médium e que já haviam empregado todos os recursos possíveis e que o único recurso agora era Jesus.
____Vai até a sala e pede a cooperação vibracional de todos.
____Então, em voz extraordinariamente sentida, dirige-se ao Pai, a Jesus, pedindo-lhes o necessário socorro para o médium e que, a sofrer, sofresse ela porquanto o médium não tinha culpa alguma, era inocente, e não lhe fosse tirada a oportunidade de continuar em condições de trabalhar na tarefa da qual ele tanto tinha necessidade. Lágrimas confiantes rolam dos olhos presentes.
____Que súplica, que prece!
____Retorno da Scheilla para a cabina do médium. Há irmãos que mentalmente pedem que as suas pernas sejam dadas ao médium.
____Continuamos pedindo e suplicando ao Pai!
____E minutos e mais minutos passam sem darmos conta do tempo e cada vez mais fervorosos nas nossas súplicas e nas nossas esperanças. Uma entidade aproxima-se do Jair e lhe aperta a barriga. Jair identifica o irmão José Grosso e, ansiosamente, lhe pergunta pelo médium: "GRAçAS A DEUS ESTá SALVO! . . ."
____Meus Deus! Que alegria para as nossas almas! Lágrimas de contentamento, de satisfação íntima inundam os nossos olhos.
____E então o irmão José vai até a sala e faz uma nova aplicação no Atílio Pena Filho. Diz a este para dizer ao seu pai que antes de bater-lhe venha falar com ele (José) primeiro . . . Recomenda que evite umidade. Despede-se de todos informando ao Jair que tinha deixado as quadras pedidas pelos diretores do Abrigo Jesus. Pede ao Dante para tocar uma música e em seguida faça a prece de encerramento.
____Quando o Dante fazia a prece o José retorna ate junto ao Jair e diz que mande ainda tocar mais duas músicas porque o Joseph iria ainda preparar remédios.
____Antes da partida do José perguntamos se o médium não ia sentir alguma coisa das pernas, respondeu: não e que ao contrário iria ter pernas melhores porquanto eram novas, tendo sido feitas com fluidos dos presentes, parte, e o restante trouxeram da espiritualidade.
____Terminada a reunião, a uma hora de terça-feira, encontraram-se diversos remédios preparados e quadras por escritas diretas".

____Foi feito um suplemento da ata do dia 7, que recebeu a seguinte redação:

____
____
“Em conseqüência dos acontecimentos de ontem a queimadura da radioatividade sofrida pelo médium na reunião da Fazenda Cachoeira, Esmeraldas, voltou, estando o local novamente vermelho e dolorido. O mesmo sente igualmente as pernas doloridas, como se ainda não estivessem ajustadas.
____é ainda interessante anotar-se que uma cicatriz que o mesmo tinha na perna esquerda, altura da canela, já não existe mais.
____O médium deu as suas impressões dizendo: no momento do perigo voltou para junto do seu corpo e estava até achando bom a dispersão molecular do seu organismo porém quando notou que essa dispersão paralisou com a perca, de seus membros inferiores e pensou na possibilidade de viver aleijado, mostrou-se aflito e sofregamente procurou apanhar os fluidos que estavam dispersos do lado de fora. Enchia as mãos com os mesmos, como se pegasse uma quantidade grande de algodão, mas quando chegava no interior do cômodo os mesmos já tinham desaparecido novamente. Fizeram então compreender que estava se esfalfando à toa porquanto aqueles fluidos já estavam inutilizados. Sempre aflito acompanhou o trabalho insano dos inumeráveis amigos espirituais que ali acorreram. Mencionou que assim que a porta foi fechada, o irmão José Grosso partiu no aparelho costumeiro e daí a pouco retornava em um aparelho maior que pousou em cima do telhado do barracão em frente e do aparelho à porta da cozinha uma espécie de sanfona ligando o aparelho ao cômodo e por onde transportaram para dentro da cabina diversas máquinas. Disse nunca ter visto tantos aparelhos-máquinas de formas tão diferentes. Um dos aparelhos tinha muitos tubos de borracha (1) (deve ser um gigantesco aspirador de fluidos) e cujas pontas foram levadas para o ambiente onde estavam os assistentes. Disse que a atuação do Jair e Dante junto às pernas de sua calça vazia era impedir que o restante do seu corpo continuasse se desmaterializando até que chegasse uma espécie de aparelho-tampão que ali colocaram. Diz que entre os irmãos espirituais estava André Luiz, todo grave e preocupado."

Alguns Aspectos da Paranormalidade no Brasil
Valter da Rosa Borges
http://www.valterdarosaborges.pro.br/artigo-07.htm

Ver também:
*