Tipos e Definições

Página acima

 


http://geocities.yahoo.com.br/saladefisica8/ondas/periodicas.htm
 

 

        As ondas são avaliadas segundo o comprimento em que se expressam, dependendo esse comprimento do emissor em que se verifica a agitação.

        Fina vara tangendo as águas de um lago provocará ondas pequenas, ao passo que a tora de madeira, arrojada ao lençol líquido, traçará ondas maiores.

        Um contrabaixo lança-las-á muito longas.

        Um flautim desferi-las-á muito curtas.

        As ondas ou oscilações eletromagnéticas são sempre da mesma substância, diferenciando-se, porém, 

  • na pauta do seu comprimento ou distância que se segue do penacho ou crista de uma onda à crista da onda seguinte; 

  • em vibrações mais, ou menos rápidas, conforme as leis de ritmo em que se lhes identifica a frequência diversa.

        Que é, no entanto, uma onda?

        À falta de terminologia mais clara, diremos que uma onda é determinada forma de ressurreição da energia, por intermédio do elemento particular que a veicula ou estabelece.

        Partindo de semelhante princípio, entenderemos que a fonte primordial de qualquer irradiação é o átomo ou partes dele em agitação, despedindo raios ou ondas que se articulam, de acordo com as oscilações que emite.

[29 - página 22]  - André Luiz - 1959

Glossário de Física

  • Onda estacionária. A resultante de dois trens de onda, de mesmo comprimento de onda, freqüência e amplitude, deslocando-se em direções opostas através do mesmo meio.

  • Onda longitudinal. Uma onda na qual a partícula do meio de propagação vibra para a frente e para trás ao longo da trajetória seguida pela onda no meio.

  • Onda mecânica. Uma perturbação que se desloca através da matéria.

  • Ondas de rádio. Também chamadas ondas hertzianas. Radiações eletromagnéticas produzidas por inversões rápidas de corrente em um condutor.

  • Ondas eletromagnéticas. Ondas transversais no espaço, tendo uma componente elétrica e uma componente magnética, perpendiculares entre si e normais à direção de propagação.

  • Onda transversal. Uma onda em que as partículas do meio vibram em ângulo reto com a trajetória da onda no meio de propagação.

http://www.feiradeciencias.com.br/glossario/glos_o_.asp 

ONDA ELETROMAGNéTICA: onda constituída por um componente de campo elétrico e um componente de campo magnético.

http://www.rossetti.eti.br/dicuser/detalhe.asp?vini=15&vfim=15&vcodigo=463 

A onda eletromagnética compreende uma ampla variedade de ondas

  • ondas sonoras,   (Ver em: Vibrações)

  • ondas de calor,   (Ver em: Luz e Calor)

  • ondas luminosas, 

  • ondas Hertzianas (conhecidas como ondas de radio freqüência e vulgarmente como ondas de radio), 

  • ondas de raios X 

  • e diversas outras ondas.

http://paginas.terra.com.br/arte/sarmentocampos/Hertz.htm 

        As ondas curtas referem-se à parte do espectro eletromagnético que corresponde às freqüências compreendidas entre 3 e 30 MHz. Sua principal característica é a propagação a longas distâncias, tornando possíveis comunicações tais como 

  • emissões radiofônicas internacionais (international shortwave broadcasting), 

  • radioamadorismo (ham radio) 

  • e coordenação de viagens a longa distância por estações móveis marítimas.

http://www.py2gea.com.br/diversos/curiosidadegea/ontas_curtas.html 

Faixas de Rádio Frequência 

        Essas freqüências foram classificadas em faixas da seguinte forma:

  • Ondas Longas (LF): de 100.000 Hz a 500.000 Hz, propaga-se muito bem na água e razoavelmente no ar. Muito usadas em comunicações marítimas. Requer altíssima potência para se propagar através do ar.

  • Ondas Médias (OM): de 500.000 Hz a 1.700.000 Hz, propaga-se com facilidade no ar, usado na radiodifusão a média distância (até 1000 Km) e reflete-se nas camadas mais baixas da atmosfera, podendo conduzir os sinais de áudio com adequada resolução (música, locução, etc.).

  • Ondas Curtas (HF): de 1.700.000 Hz a 30.000.000 Hz, propaga-se muito bem com menor necessidade de potência (Amplitude), reflete sua propagação nas camadas mais altas da atmosfera, usados nas comunicações de longas distâncias, mas sua resolução de áudio é muito pequena, por isso é mais recomendado para veicular sinais de telégrafos ou locuções radiofônicas.

  • Ondas Muito Curtas (VHF): de 30.000.000 Hz até 300.000.000 Hz, propaga-se muito bem no ar e também no vácuo, mas raramente se reflete nas camadas atmosféricas, além de ter alta capacidade de definição de áudio e imagem, conveniente para transmissão de sons em alta-fidelidade e imagens de TV, mas sua capacidade de recepção se perde na curvatura da terra após 60 Km.

  • Ondas Ultra Curtas (UHF): de 300.000.000 Hz a l.000.000.000 Hz (1 Gigahertz), usadas nas comunicações de linkagens por possuírem um alto poder de definição e não precisarem de muita potência de propagação além de terem maior possibilidade de direcionamento.

http://www.sunrise.com.br/amoradio/index.php?id=25 

COMO AS ONDAS CURTAS DIFEREM DA AM/FM?

        A transmissão AM (ondas médias), seguem a curvatura da Terra mas elas são rapidamente absorvidas, limitando a distância da transmissão. Os sinais FM só podem ser recebidos se o receptor dispor de uma antena. A qualidade desses sinais soa muito bons, mas a distância alcançada é extremamente limitada.

        As transmissões de ondas curtas não tem a mesma qualidade de som que as de AM/FM, porém, a área coberta pelas ondas curtas é bem maior. Uma nova tecnologia, as "ondas curtas digital", tem o potencial de melhorar a qualidade do som com a grande área coberta dos rádios de ondas curtas de hoje em dia.

http://paginas.terra.com.br/arte/sarmentocampos/Radio.htm 

OUTROS REINOS ONDULATóRIOS 

        Salientando-se no oceano da Vida Infinita, outros reinos ondulatórios se espraiam, ofertando novos campos de evolução ao Espírito, que a mente ajustada às peculiaridades do Planeta não consegue perceber.

        Sigamos através das oscilações mais curtas e seremos defrontados pelas ondas do infravermelho.

        Começam a luz e as cores visíveis ao olhar humano.

        As microondas, em manifestação ascendente, determinam nas fibras intraretinianas, segundo os potenciais elétricos que lhes são próprios, as imagens das sete cores fundamentais, fàcilmente descortináveis na luz branca que as sintetiza, por intermédio do prisma comum, criando igualmente efeitos psíquicos, em cada criatura, conforme os estados mentais que a identifiquem.

        Alteia-se a ordem das ondas e surgem, depois do vermelho, o alaranjado, o amarelo, o verde, o azul, o anilado e o violeta.

        No comprimento de onda em que se localiza o violeta, em 4/10.000 de milímetro, os olhos humanos cessam de enxergar; todavia, a série das oscilações continua em progressão constante e a chapa fotográfica, situada na vizinhança do espectro, revela a ação fotoquímica do ultravioleta e, ultrapassando-o, aparecem as ondas imensamente curtas dos raios_X, dos raios gama, dirigindo-se para os raios cósmicos, a cruzarem por todos os departamentos do Globo.

        Semelhantes notas oferecem ligeira ideia da transcendência das ondas nos reinos do Espírito, com base nas forças do pensamento.

[29 - página 26]  - André Luiz - 1959

Ver também:


Crianças e Adolescentes

DESAPARECIDOS