-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

MEDIUNISMO - 1988 - Não se aprofundando pelo estudo na realidade e mecânica das Leis, os médiuns ficam na periferia do fenômeno mediúnico, repetindo atos sem conhecer-lhes a função ou a estrutura, desarmados para ocorrências diferentes ou eventualidades inesperadas. MANOEL P. DE MIRANDA em LOB 12 - CRI 48 - DTE 12 - NFA 7 - PETPG 427 - PMG 11 - TMG 36 - TPL 21 - vtb 3035

MÉDIUNS - 1989 - A experiência dá ao médium o tato necessário para apreciar a natureza dos Espíritos que se manifestam, para lhes apreciar as qualidades boas ou más. O mal é que muitos médiuns confundem a experiência, fruto do estudo, com a aptidão, produto da organização física, tornando-se presas de Espíritos mentirosos e hipócritas que lhes lisonjeiam o orgulho. LMD 192 - vtb 1001, 2014, 2021 e 2244

MÉDIUNS - 1990 - A presunção de que não deve vincular-se aos que padecem na erraticidade porque a sua faculdade estaria destinada a altos cometimentos e missões especiais na terra é responsável pelo fracasso de muitos medianeiros invigilantes. Jesus, o Médium de Deus, jamais se excusava de atender à infelicidade e ao sofrimento de qualquer procedência. MANOEL P. DE MIRANDA em TVM 26 - LMD 281 - DMD 51 e 77 - NDM 29 - OTM 52 - SMD 9 - vtb 366m, 1904, 1908 e 1961

MÉDIUNS - 1991 Aparelhos mediúnicos valiosos não se improvisam. Como todas as edificações preciosas, reclamam esforço, sacrifício, coragem, tempo... E sem amor e devotamento, não será possível a criação de grupos e instrumentos louváveis, nas tarefas de intercâmbio. ANDRÉ LUIZ em NDM 9 - vtb 1966

MÉDIUNS - 1992 - Audientes. São os que ouvem a voz dos Espíritos. É algumas vezes uma voz interior, que se faz ouvir no foro íntimo; doutras vezes é uma voz exterior, clara e distinta, qual a de uma pessoa viva. LMD 165 - LMD 150, 151 e 190 - NINPG 165 a 175 - PBSPG 333 - RIM 14

MÉDIUNS - 1993 Auxiliando sem a preocupação de ser auxiliado, servindo sem exigência e distribuindo, sem retribuição, os talentos que recebe, poderá o medianeiro honrar efetivamente a mediunidade, por ela espalhando os frutos de Paz e Amor que lhe repontam da vida, em marcha gradativa para a Grande Luz. EMMANUEL em MST 5 - SPT 34 - TOB 13 - vtb 071, 287, 296, 660, 865, 1380, 1904 e 2873

MÉDIUNS - 1994 - Curadores. São os que possuem o dom de curar pelo simples toque, pelo olhar, mesmo por um gesto, sem o concurso de medicação. Todos os magnetizadores são mais ou menos aptos a curar, mas nos médiuns curadores a faculdade é espontânea. LMD 175 - LMD 176 e 189 - DMD 41 - MDD 28 - MDS 3, 68 e 106 - SMD 67 e 84 - vtb 700, 725 e 2016

MÉDIUNS - 1995 - De efeitos físicos. São aqueles particularmente aptos a produzir fenômenos materiais, como os movimentos de corpos inertes, ruídos, etc. Podem ser facultativos, quando têm consciência do seu poder e produzem fenômenos espíritas por ato da própria vontade, ou involuntários ou naturais, quando nenhuma consciência têm do poder que possuem. LMD 160 e 161 - LMD 60 a 64, 72 a 99, 162, 187, 189, 236, 307, 315 e 319 - CEDPG 97 a 128 e 186 - DDCPG 321 a 333 - DKA 35 - DLG 2.4 - IPS 50 - MDS 105 - NDM 28 - NINPG 20, 57 e 202 a 218 SMD 29 - vtb 1931 e 2001

MÉDIUNS - 1996 - De pressentimentos. Variedade dos médiuns inspirados, são aqueles que, sob atuação espiritual, têm intuição vaga das coisas futuras. LMD 184 - LMD 190 - LEP 454 e 522 a 524 - GNS 16/4 e 5 e 17/20 - CMA 29 - DKA 10, 31 e 44 - MDD 27 - NINPG 159 a 165 - OFR 55 - PBSPG 250 - vtb 737, 1357, 1559, 1562 e 2673

MÉDIUNS - De transporte. v. 3210

MÉDIUNS - Doentes. v. 1981

MÉDIUNS - 1997 - Entre os Espíritos já desencarnados médiuns também os há, que exercem o labor, facultando que Entidades de mais elevadas esferas possam comunicar-se com os que se encontram na retaguarda da evolução. JOANNA DE ÂNGELIS em EES 18 - vtb 1955

MÉDIUNS - 1998 - Escreventes ou psicógrafos. De todos os meios de comunicação, a escrita manual é o mais simples, mais cômodo e, sobretudo, mais completo, porquanto permite se estabeleçam com os Espíritos relações continuadas e regulares, em que melhor revelam sua natureza e o grau de seu aperfeiçoamento ou da sua inferioridade. Para o médium, é a faculdade mais suscetível de desenvolver-se pelo exercício. LMD 178 - LMD 71, 152 a 158, 191, 200 a 220 e 225 - DDRPG 168 - DMD 10 - MDS 16 - NDM 15 - NINPG 226 a 248 - PQVPG 79

MÉDIUNS - 1999 - Exclusivos. São aqueles pelos quais se manifesta de preferência um Espírito. Quando bom, pode ligar-se ao médium por simpatia ou com intenção louvável. Quando mau é sempre objetivando por o médium na sua dependência. É mais um defeito, próximo da obsessão, que uma qualidade. LMD 192 - LMD 223/8, 243/1, 248 e Cap 31/27 - EVG 21/10 - vtb 2021 e 2244

MÉDIUNS - 2000 - Falantes. Nestes o Espírito atua sobre os órgãos da palavra, como atua sobre a mão dos médiuns escreventes. LMD 166 - LMD 190 - DDRPG 57 a 95 - MDS 17 e 104 - NDM 6 e 8 - SMD 27 - vtb 1935 e 2551

MÉDIUNS - 2001 - Inconscientes. Em minha experiência pessoal, observo que o mesmo médium pode conservar a consciência com alguns Espíritos, enquanto que outros parece necessitarem da inconsciência do sensitivo. HERMÍNIO C. MIRANDA em RIM 14 - CRT 13 - DMD 14 e 15 - RML 43 - vtb 1956, 1995, 2005 e 3206

MÉDIUNS - 2002 - Inspirados. Todos os que recebem, pelo pensamento, comunicações estranhas às suas ideias preconcebidas, podem ser considerados médiuns inspirados. Um autor, um pintor, um músico, por exemplo, apelando para a inspiração, mais não faz do que uma evocação e, assim, pode ser considerado médium inspirado. LMD 182 e 183 - LMD 190 e 223/20 a 22 - LEP 462 - DMD 21 - NLA 34 - SCE 11 - SMD 38 e 71 - vtb 1448 e 1562

MÉDIUNS - 2003 - Intuitivos. São médiuns escreventes nos quais a transmissão do pensamento se dá por meio do Espírito do médium que, assim, tem consciência do que escreve. Agindo como um intérprete, tem o médium necessidade de compreender o assunto, apropriar-se dele, de certo modo, para traduzi-lo fielmente. LMD 180 - LMD 191 e 223/19 - CSL 122 - DMD 21 - NINPG 59 e 241 - SMD 79 - vtb 1587 e 1945

MÉDIUNS - 2004 - Jamais deve o médium perder de vista que a simpatia que lhe dispensam os bons Espíritos estará na razão direta de seus esforços para afastar os maus. LMD 229 - Cap 31/21 - STC 2 - vtb 1538, 1936, 2010m, 2217, 2884 e 3140

MÉDIUNS - 2005 - Mecânicos ou passivos. São médiuns escreventes nos quais o Espírito atua diretamente sobre a mão, dando-lhe impulsão independente de sua vontade, não tendo o médium consciência do que escreve. LMD 179 - LMD 161, 188, 191, 214, 215 e 223/9 a 11 - DMD 17 - NINPG 240 - vtb 1956 e 2001

MÉDIUNS - 2006 - Médium que é em toda circunstância, atraindo companhias conforme a direção mental em que se projeta e a psicosfera em que se movimenta, a conduta do aprendiz da mediunidade deve ser sempre a mesma, disciplinada e moralizada, em particular como em público, durante as reuniões especializadas ou fora delas. BATUÍRA em TMG 11 - CAV 2 - MDS 49 - MSG 12 - OES 21 - RES 16 - vtb 1183, 1983, 2245, 2890 e 3361

MÉDIUNS - 2007 - Muitos médiuns que obtêm boas comunicações deveriam reconhecer que a eles é que se dirigem os Espíritos. O primeiro cuidado de todo espírita sincero deve ser o de procurar saber se, nos conselhos que os Espíritos dão, alguma coisa não há que lhe diga respeito. ALLAN KARDEC em EVG 18/12 - LMD 226/4 e Cap 31/25 - CSL 409 - NLI 10 - NOS Prefácio - PRN 2 - TDL 8 - VZG 57 - vtb 2238

MÉDIUNS - 2008 - Na mediunidade educada o Espírito encarnado exerce vigilância sobre o comunicante, não lhe permitindo atos de violência ou vulgaridade. Quando fatos infelizes de porte sucederem, o médium é co-responsável, o grupo necessita de reestruturação, a atividade não tem suporte doutrinário, nem moral evangélica. MANOEL P. DE MIRANDA em NFL 25 - LMD 267/19 - CSL 397 e 398 - DDCPG 22 a 24 - NDM 6 - OBD3P 7 - SOL 31 - vtb 2012 e 2881

MÉDIUNS - 2009 - Nas reuniões doutrinárias, os médiuns são úteis, mas não indispensáveis, porque somos obrigados a ponderar que todos os homens são médiuns, ainda mesmo sem tarefas definidas, nesse particular, podendo cada qual sentir e interpretar, no plano intuitivo, a palavra amorosa e sábia de seus guias espirituais, no imo da consciência. EMMANUEL em CSL 375 - LMD 347 - CTA 20 - PNS 1 - vtb 1586, 1587, 1978, 1983, 2018 e 2578

MÉDIUNS - 2010 - O bom médium não é aquele que comunica facilmente, mas aquele que é simpático aos bons Espíritos e somente deles tem assistência. Unicamente neste sentido é que a excelência das qualidades morais se torna onipotente sobre a mediunidade. ALLAN KARDEC em EVG 24/12 - AVV 11 - PRN 34 - RDL 25 - vtb 1527, 1936, 1945, 2557 e 3042

MÉDIUNS - 2010m -O grande problema dos trabalhadores mediúnicos é aquele da sustentação de boas companhias espirituais, em caráter permanente, de vez que, se é fácil acomodar-nos no convívio das Inteligências ambientadas nas zonas inferiores, é muito difícil acompanhar os servos da verdade e do amor que, em procurando a comunhão com o Cristo, se confiam, intrépidos e humildes, ao apostolado da grande renúncia. EFIGÊNIO S. VÍTOR em VZG 54 - vtb 039, 1538, 1936, 2004, 2338m, 2978 e 3030

MÉDIUNS - 2011 - O médium é sempre uma criatura humana e, na maioria das vezes, uma criatura frágil, qual ocorre a muitos de nós. É uma ponte de ligação entre duas vidas, no entanto, essa ponte não nos suportará o trânsito se lhe retiramos os pontos de apoio. EMMANUEL em CPN 16 - CAV Prefácio - CLA 44 - ITP 34 - LVV 4 - LZA 13 - MLZ 1 - MST 6 - NDM 18 - NPL 12 - SMD 20 e 42 - VZG 56

MÉDIUNS - 2012 - O médium experimenta as sensações do estado em que se encontra o Espírito que dele se aproxima. Quando ditoso, o Espírito é tranqüilo, leve, refletido; quando infeliz, é agitado, febril, e essa agitação se transmite naturalmente ao sistema nervoso do médium. Em suma, dá-se o que se dá com o homem na terra; o bom é calmo, tranqüilo; o mau está constantemente agitado. LMD 268/28 - NDM 6 - vtb 040, 2008, 2518 e 3045

MÉDIUNS - 2013 - O médium somente deve dar aos serviços da Doutrina a cota de tempo de que possa dispor, entre os labores sagrados do pão de cada dia e o cumprimento dos seus elevados deveres familiares. A execução dessas obrigações é sagrada e urge não cair no declive das situações parasitárias, ou do fanatismo religioso. EMMANUEL em CSL 404 - CSL 408 - EVG 26/10 - LES 64 - PRN 34 - vtb 1205, 1755 e 1911

MÉDIUNS - 2014 - O médium tem obrigação de estudar muito, observar intensamente e trabalhar em todos os instantes pela sua própria iluminação. Somente desse modo poderá habilitar-se para o desempenho da sua tarefa junto dos mentores que, por mais dedicados e evolvidos, não lhe poderão tolher a vontade e nem lhe afastar o coração das lutas indispensáveis da vida. EMMANUEL em CSL 392 - CSL 194, 226, 364, 387 e 409 a 411 - EVG 28/9 - LMD 216 e 301/4 - ATA 30 e 42 - ATT 29 - CAV 1 e 8 - CDT 32 - CES 4 - CME 12 e 60 - CRT 10 e 17 - CVRPG 309 - DCS 51 - DDCPG 63 e 74 - DDRPG 33 - DMD 53 e 58 - DMV 4, 5 e 42 - EMN Prefácio II, 1 e 11 - ETR 5 - ETV 5 e 33 - EVD 5 - EVV 31, 35 e 37 - HDV 29 - IPS 15 - LBT 16 - LMV 5 - LPE 32 e 35 - LZA 5 e 29 - MDS 4, 18, 24, 27, 48, 74, 99 e 114 - MST 1, 5, 11 e 14 - NDM 3, 13 e 29 - NFA 5 - NINPG 62, 67, 245 e 381 - NMM 2 - NPL 11 - OES 8 e 20 - PMG 11 e 20 - PTC 16 e 17 - PVE 25 - RAT 16 - RTL 39 - RTR 29 - SCE 10 e 16 - SDA 26 - SMD 8 e 62 - SOL 64 e 67 a 69 - SVA 2 - THP 21 - TRI 8 - vtb 137, 744, 745, 946, 1001, 1035, 1189, 1533, 1756, 1947, 1989, 2334 e 2921

MÉDIUNS - 2015 - Pneumatógrafos. São os que possuem aptidão para obter a escrita direta, ou seja, a escrita produzida diretamente pelo Espírito sem o concurso da mão do médium ou do lápis. LMD 127 e 177 - LMD 15, 128, 146 a 149, 189 e 320 - EXD 31:18 e 34:1 e 28 - DNL 5:5 - CTNPG 175 a 178, 279 e 280 - NFA 2 - NINPG 219 a 225 - NLA 18

MÉDIUNS Psicógrafos. v. 1998

MÉDIUNS - 2016 - Receitistas. São os que servem mais facilmente de intérpretes aos Espíritos para as prescrições médicas. Importa não os confundir com os médiuns curadores. LMD 193 - vtb 1994

MÉDIUNS - 2017 - Semimecânicos. São médiuns escreventes que participam dos gêneros mecânico e intuitivo. Sente a impulsão da mão, mas tem consciência do que escreve, a medida que as palavras se formam. No médium mecânico, o pensamento vem depois do ato da escrita; no intuitivo, precede-o; no semimecânico, acompanha-o. LMD 181 - LMD 191 - DMD 18 - NINPG 240

MÉDIUNS - 2018 - Sensitivos ou impressionáveis. São aqueles suscetíveis de sentir a presença dos Espíritos, por uma impressão vaga que não podem explicar. É a faculdade rudimentar indispensável ao desenvolvimento de todas as outras. LMD 164 - LMD 188 - vtb 1587 e 2009

MÉDIUNS - 2019 - Somos daqueles que preferem a crítica construtiva para quaisquer tarefas mediúnicas e não cultivamos paternalismo ou mimos impróprios junto dos instrumentos medianímicos de nosso convívio, em vista de reconhecermos que nenhum bem se fará sem trabalho disciplinado. EMMANUEL em CPN 16 - vtb 540, 700, 956, 1069, 1212, 1524, 1656, 1932, 1937, 1948 e 2691

MÉDIUNS - 2020 - Sonambúlicos. Ao contrário do sonâmbulo que age sob a influência do seu próprio Espírito e exprime seu próprio pensamento, o médium sonambúlico é instrumento de uma inteligência estranha e exprime o pensamento de outrem. LMD 172 - LMD 173, 174 e 190 - AQMPG 233 - CEDPG 197 - DMD 16 - NINPG 58 - vtb 3077

MÉDIUNS - 2021 - Todo médium que se melindra com a crítica das comunicações que obtém, faz-se eco do Espírito que o domina, e que não pode ser bom. Não somente deve o médium buscar a opinião de terceiros como também comparar outras comunicações com as suas, a fim de não se iludir sobre o valor destas. LMD 248 - LMD 228, 243/2, 5 e 6 - EVG 21/10 - DDCPG 30 - MDS 33 - SGU 62 - vtb 1989, 1999, 2032, 2241m e 2244

MÉDIUNS - 2022 - Videntes. São os dotados da faculdade de ver os Espíritos. O médium vidente julga ver com os olhos, mas na realidade é a alma quem vê e por isso vê com os olhos abertos ou fechados. Cumpre distinguir essa faculdade das aparições acidentais e espontâneas. Aquele consiste na possibilidade, senão permanente, pelo menos muito frequente de ver os Espíritos. LMD 167 e 168 - LMD 100/20 e 29, 115, 169 a 171, 190 e 290 - LEP 428 a 438 - GNS 14/22 - ALZ 18 - CEDPG 71 - CRT 14 - DDCPG 241 a 268 - DMD 2, 39 e 40 - ENC 27 - IND 14 - MDS 15 e 116 - NINPG 165 a 175 - RAT 3 - RTR 36 - SMD 47 - vtb 198, 451, 756, 886 e 3288

MEDO - 2023 - A perfeita caridade lança fora o temor, porque o que teme não é perfeito em caridade. PJO 4:18 - ETD 36 - ILS 7 - OTM 28 - PTC 36 - PVE 4

MEDO - 2024 - Agente de males diversos, que dizimam vidas e deformam caracteres, alucinando uns, neurotizando outros, gerando insegurança e timidez ou levando a atos de violência irracional, o medo decorre de três causas fundamentais: conflitos herdados da existência passada, sofrimentos vigorosos vivenciados no além-túmulo e desequilíbrio da educação na infância atual com o desrespeito dos genitores e familiares pela personalidade em formação. MANOEL P. DE MIRANDA em TVM 9 - AIM 2 - API 18 - ATD 9 - DPE 8 - EMC 42 - EPH 13 - HIT 1 - HRM 19 - LBT 4 - MDS 85 - SCS 7 - TPS 8 - vtb 515, 600, 890, 1097, 1319, 1490, 1514, 1558, 2223, 2499, 2835, 3212 e 3213

MEDO - 2025 - Ainda que eu andasse pelo vale da sombra e da morte, não temeria mal algum, porque o Senhor está comigo. SLM 23:4 - ALM 36 - CRG 16 - ETS 107 - LMV 26 - LZA 8 - PSC 6 - vtb 418

MEDO - 2026 - Atemorizado, escondi na terra o teu talento. MAT 25:25 - LUC 19:21 - ETR 30 - FVV 132 - OES 41 - RLZ 57 - TRI 6 - vtb 2479

MEDO - Da morte. v. 1885, 2106, 2113 e 2117; De Deus. v. 773, 1616, 2739 e 3327; Do sofrimento. v. 3246; Dos Espíritos. v. 197

MEDO - 2027 - Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, amor e moderação. STM 1:7 - ROM 8:15 - FVV 134 - PVE 84 - VLZ 31

MEDO - 2028 - Digamos com confiança: O Senhor é meu ajudador, e não temerei o que me possa fazer o homem. HEB 13:6 - MAT 28:20 - SLM 27:1, 56:4 e 11 e 118:6 - ABR Prefácio - FDI 34

MEDO - 2029 - Por que temeis, homens de pouca fé? MAT 8:26 - MAR 4:40 - LUC 8:25 - CVV 26 - DAP 20 - SVA 23

MEDO - 2030 - Se consumimos alimento deteriorado, rumamos para a doença; Se repletamos o cérebro de preocupações descontroladas, inclinamo-nos de imediato ao desequilibrio. Basta empregar exageradamente a energia mental, num escândalo ou num crime, para entrar em relação com os agentes destrutivos que os provocaram. EMMANUEL em PVE 146 - ADV 13 - CDT 6 - CRI 32 - EMC 42 - FVV 86 - NLR 42 - OFR 56 - OTM 18 - RVCPG 97 - TMG 53 - vtb 044, 254, 418, 825, 846, 860, 918, 1334, 2059, 2250, 2548, 2674 e 3096

MEDO - 2031 - Sou eu, não temais. MAT 14:27 - MAR 6:50 - JOO 6:20 - LMD 100/10 - FEV 21 - LZE 26 - NPM 90 - RTL 6

MEDO - vtb aflição - AUTOCONFIANÇA - CONFIANÇA, CORAGEM, 049, 604, 661, 1047, 1498, 2102, 2770, 2850, 3244 e 3246

MEIO - Influência do meio. v. 605, 1944, 3057 e 3211

MELANCOLIA - v. DESÂNIMO - PESSIMISMO - QUEIXA - TRISTEZA, 2223 e 2230f

MELHORIA - Desejo do melhor. v. 1133

MELINDRE - 2032 - Os melindres pessoais dispõem de capas multiformes para acobertar-nos o egoísmo com supostas razões. EMMANUEL em EMC 55 - EDV 25 - vtb 183, 196, 456, 1433, 2021, 2244, 2333, 2581 e 2855

MEMÓRIA - 2033 - A memória é um banco de dados preservado indelevelmente em toda a sua integridade, com todas as suas minúcias e até emoções, em registros do perispírito, vida após vida, a partir dos primeiros movimentos do ser. Do ponto de vista operacional, é a faculdade de esquecer ordenadamente os eventos que afetam cada um de nós. Para fins meramente didáticos desdobramo-la em consciente, subconsciente e inconsciente, mas que permanece uma realidade global, indivisível. HERMINIO C. MIRANDA em MRTPG 52 e 56 - MRTPG 53 a 58 - TDL 17 - vtb 211, 435, 526, 567, 1090, 1497, 1497m, 1511 e 2046

MEMÓRIA - 2034 - A regressão da memória costuma apresentar-se sob dois aspectos distintos e complementares: numa das fases, o paciente apenas “se lembra” dos eventos e se põe como mero narrador; na outra, ele, de fato, “revive” as cenas e os episódios, com toda a sua carga emocional e convincente sensação de “aqui e agora”, colocando os verbos da narrativa no tempo presente: estou, vejo, caminho, ouço, etc. HERMÍNIO C. MIRANDA em CDMPG 187 e 188 - DKA 21, 23 e 27 - MRTPG 126 a 128, 149 a 151, 319, 342 e 348 - RIM 17 e 20 - vtb 2696

MEMÓRIA - 2035 - Não basta recordar-se de uma experiência penosa e expressá-la para que se libere das aflições que ela acarreta. Seria incongruente que neuroses e psicoses resultantes de crimes horrendos, por exemplo, praticados nesta vida ou em existências anteriores, fossem curadas com uma simples regressão de memória, sem que os conflitos que geraram os crimes e os ódios suscitados tenham sido igualmente ajustados. Não há como ignorar ou atropelar as salvaguardas éticas que a lei cósmica embutiu nos seus dispositivos corretivos, indispensáveis ao processo evolutivo do ser. HERMÍNIO C. MIRANDA em MRTPG 216, 238 e 361 - VDS 7 - VMO 1 - vtb 022, 217, 632, 727, 2060, 2583 e 3155

MEMÓRIA - 2036 - O conhecimento de nossas encarnações anteriores é útil quando possa resultar algum benefício para o desenvolvimento do Espírito. Caso contrário, a norma é o esquecimento e a dificuldade de acesso às nossas remotas memórias. As leis divinas somente deixam filtrar para o nosso consciente aquilo que podemos suportar como espíritos encarnados. HERMÍNIO C. MIRANDA em RIM 21 - EVG 5/11 - LMD 290 - DKA 50 - DMD 92 - DSG 18 - ELZ 51 - HNV 38 - MRTPG 255 e 316 - VLZ 64 - vtb 1091

MEMÓRIA - 2037 - O corpo espiritual é também a sede das faculdades, dos sentimentos, da inteligência e, sobretudo, o santuário da memória, misteriosa chapa fotográfica onde tudo se grava sem que os menores coloridos das imagens se confundam entre si e em que o ser encontra os elementos comprobatórios da sua identidade, através de todas as mutações e transformações da matéria. EMMANUEL em EMN 24 - LEP 242 e 304 a 308 - LMD 113 - CSL 126 - ETC 8 e 13 - LBT 11 - MRT todo - NFL 27 - NINPG 49 e 279 - NMM 4 - PBSPG 57, 83, 114, 115, 153 e 183 a 236 - PPHPG 58 - RES 4 - RTR 4 - TMG 23 - vtb 520, 1089, 1457, 1458, 1498, 1511, 1965 e 2609

MEMÓRIA - 2038 - O tempo é apenas uma forma de viajar e a memória o diário de bordo. O Espírito seria um maravilhoso e transcendental cabeçote de gravação/leitura, com o qual estamos aprendendo a ler a memória de Deus. E como Deus é essencialmente amor, a música celeste que vamos “lendo” na memória do Pai é cada vez mais sublime e igualmente transcendental. HERMINIO C. MIRANDA em MRTPG 68 - MRTPG 46 - AQMPG 165 - DDCPG 134 - vtb 526, 2673, 3080, 3131 e 3338

MEMÓRIA - 2039 - Os resultados obtidos na regressão de memória sob indução de um encarnado são muito valiosos, favorecendo a uma ampla faixa de alienados, como ocorre com o psicodrama e outras terapêuticas valiosas que proporcionam campo ao resgate dos erros sem o “encarceramento” do endividado. Todavia, esse excelente método de recente aplicação não produz resultados positivos, como é natural, em toda e qualquer psicopatologia: e, se tal ocorresse, estaríamos diante de um fenômeno violador do equilíbrio das “Leis de Causa e Efeito”. BEZERRA DE MENEZES em LOB 18 - LEP 395 - AQMPG 111 a 118 - ARC 2 - CEDPG 188 a 193 - CES 40 - CSL 370 - CVCPG 36 e 122 - DDCPG 138 a 160 - DDRPG 75 - DLG 2.8 - ETC 14, 17, 18 e 26 - EVD 34 - FDI 26 - MRT todo - NFA 8 e 9 - NFP 22 - NINPG 274 a 277 - OBD3P 6 - PBSPG 116 a 119 e 182 a 236 - RIM 24 - RTL 10 - STC 14 - vtb 001, 015, 022, 217, 1091, 1412, 2060, 2489 e 3155

MEMÓRIA - 2040 - Se fomos trazidos à Terra para esquecer o nosso passado, valorizar o presente e preparar em nosso benefício o futuro melhor, por que provocar a regressão da memória de que fomos ou fizemos, simplesmente por questões de curiosidade vazia, ou buscar aqueles que foram nossos companheiros, a fim de regressar aos desequilíbrios que hoje resgatamos? EMMANUEL em EPL 18 - CDT 17 - vtb 687, 1092, 1569 e 2182

MEMÓRIA - 2041 - trazidas as recordações do passado à memória atual, grandes desafios existenciais se estabeleceriam entre as pessoas individualmente e a cada uma em relação aos grupos familiares. O organismo não suportaria a volumosa carga de emoções decorrentes das lembranças, produzindo desequilíbrios na maquinaria psicofísica. A capacidade psicológica do ser humano para conduzir problemas tem limite e qualquer excesso desorganiza-lhe o funcionamento. JOANNA DE ÂNGELIS em SNL 20 - GPT 22 - VZG 40

MENTE - 2042 - A mente é dínamo gerador de energia de difícil catalogação, que se expressa automaticamente, conforme o conteúdo emocional de que se reveste. Exteriorização do Espírito, é interpretada pelo cérebro que a transforma em ideia, tornando-a veículo de comunicação e de expressão variadas. Força irradiante, o seu teor vibratório resulta dos sentimentos daquele que a emite. O Universo é o resultado da Mente divina que não cessa de agir positivamente. JOANNA DE ÂNGELIS em DSG 2 - IPS 33 - NFL Prefácio II - vtb 140, 434, 575, 907m, 1449, 1592m, 1793, 1879, 2606m, 2907, 3092, 3296 e 3340

MENTE - 2043 - A mente é o espelho da vida em toda a parte. Ergue-se na Terra para Deus, sob a égide do Cristo, à feição do diamante bruto, que, arrancado ao ventre obscuro do solo, avança, com a orientação do lapidário, para a magnificência da luz. Nos seres primitivos, aparece sob a ganga do instinto, nas almas humanas surge entre as ilusões que salteiam a inteligência, e revela-se nos Espíritos Aperfeiçoados por brilhante precioso a retratar a Glória Divina. Estudando-a de nossa posição espiritual, confinados que nos achamos entre a animalidade e a angelitude, somos impelidos a interpretá-la como sendo o campo de nossa consciência desperta, na faixa evolutiva em que o conhecimento adquirido nos permite operar. EMMANUEL em PVD 1 - PVD 2, 5 e 29 - RTR 25 - vtb 053, 520, 1002, 2548 e 2611

MENTE - 2044 - A mente_humana, ainda que indefinível pela conceituação científica limitada, na Terra, é o centro de toda manifestação vital no planeta. Cada órgão, cada glândula, integra o quadro de serviço da máquina sublime, construída no molde sutil do corpo espiritual preexistente. Cada célula é minúsculo motor, trabalhando ao impulso mental. ANDRÉ LUIZ em MSG 49 - AQMPG 13 - CRG 10 - DSF 20 - EVM1P 5 - LDA 1/12 - MDD 27 - NMM 4 - vtb 427, 428, 429, 571, 852, 927, 2561, 2607, 2609, 2777 e 2907

MENTE - 2045 - Justapondo-se ao cérebro, a mente surge como esfera de luz característica, oferecendo em cada companheiro determinado potencial de radiação. ANDRÉ LUIZ em NDM 5 - CVCPG 85 - LDA 5/17 - LNL 23

MENTE - 2046 - Para fins meramente didáticos, podemos caracterizar a mente em três áreas distintas: “consciente” (personalidade, lobo esquerdo) como um sistema de passagem, gravação/reprodução; “subconsciente”, material da presente existência recolhido a uma espécie de arquivo provisório ou temporário; e, finalmente, o “inconsciente” (individualidade, lobo direito), material esquecido, de vidas anteriores e que pode ser recuperado por alguns procedimentos psicológicos, como o do sonho e o da regressão de memória. HERMINIO C. MIRANDA em AQMPG 110 e 111 - AQMPG 19 e 167 - CDMPG 63 - NPM 106 e 130 - RIM 11 - vtb CONSCIÊNCIA, 1090, 1399, 1497 a 1499, 1511, 2033 e 2723

MENTE vtb ideia - PENSAMENTO, 1328, 1936 e 2821

MENTIRA - 2047 - Deixai a mentira e falai a verdade, porque somos membros uns dos outros. EFE 4:25 - EGTPG 157 - FDI 2 - JEV 13 - SPT 10 - VDS 3 - VMO 20 - vtb 2429 e 3330

MENTIRA - 2048 - Em certos casos, a mentira não é uma forma de o invidíduo tirar proveito de algo ou alguém. Pode ser que, tendo uma visão mais ampla, sabe que não pode ainda oferecer a verdade. HENRIQUE RODRIGUES e HILDA FONTOURA NAMI em PPHPG 83 - PPHPG 82 - MLZ 11 - vtb 1452, 3319 e 3321

MENTIRA - 2049 - Mentira não é o ato de guardar a verdade para o momento oportuno, mas a ação capciosa que visa o proveito imediato de si mesmo, em detrimento dos interesses alheios em sua feição legítima e sagrada; e essa atitude mental da criatura é das que mais humilham a personalidade humana, retardando, por todos os modos, a evolução divina do Espírito. EMMANUEL em CSL 192 - CNA 20 - LBT 4 - NPB 20

MENTIRA - 2050 - Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem. CLS 3:9 - ANT 40 - CVV 128 - vtb 1591

MENTIRA - 2051 - Suave é ao homem o pão da mentira, mas depois a sua boca se encherá de pedrinhas de areia. PVB 20:17 e 19:5 - TGO 3:14 - PJO 2:21 - APC 22:15 - CLA 19 - LZE 35 - PRR 13 - vtb 2429

MENTIRA - vtb OCULTAR - VERDADE e 2689

MERECIMENTO - 2052 - O ser é o artífice da sua própria desgraça ou felicidade, do seu rebaixamento ou elevação. O homem prepara, com os seus atos, o próprio destino; a distribuição das faculdades e virtudes não é mais que o resultado matemático dos merecimentos, dos esforços e longos trabalhos de cada um de nós. LEON DENIS em CTNPG 219 - LEP 199 (Obs) e 806a - BPZ 54 - CNV 5 - CTA 12 - RML 37 e 38 - vtb 767, 1129, 1455, 2787m, 3048 e 3407

MERECIMENTO - vtb 726, 1141, 1512, 1811, 2198, 2786 e 3413

MESAS GIRANTES - 2053 - Fenômeno que remonta à mais alta antiguidade, sua repetição foi notada primeiramente na América, propagando-se em seguida pela Europa e outras partes do mundo. LEP Introdução III, IV, V e IX e Conclusão I - LMD 60 a 81, 145 e Cap 31/18 - GNS 14/40 a 43 - CFN1P 10/19 - CTNPG 154 - NINPG 202 a 218

MESMICE - v. 1490, 1675 e 2081

MESSIAS -2054 - Jesus é um Messias, no sentido semântico da palavra (enviado), um missionário incumbido de uma tarefa da mais alta relevância no processo evolutivo da humanidade, um indicador de rumos, um reformista religioso, social e ético, um espírito de elevadíssima condição. Não, porém, o Messias judaico previsto nos textos tidos como proféticos do Antigo Testamento, sempre caracterizado como um líder belicoso e carismático, com função claramente político-militar. HERMINIO C. MIRANDA em CMQPG 66 a 74 - GNS 17/54 - EGTPG 79 a 86, 195 e 202 - vtb 840, 1614, 2690 e 2747

MESTRE - 2055 - Não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, o Cristo, e todos sois irmãos. MAT 23:8 e 10 - TGO 3:1 - CTNPG 106 - CVD 16 - LNC 13 - MDS 65, 98 e 101 - VDS 8 - vtb 821, 1040, 1179, 1209, 1411 e 2808

MESTRE - 2056 - Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. JOO 13:13 - DAG 8 - ETS 33 e 34 - MDC 1, 2, 6 e 9 - NPM 74 - NSC 32 - RLZ 18 - vtb 963

METADE - Metades eternas. v. 396

METAPSÍQUICA - 2057 - Os pesquisadores, atualmente batizados como metapsiquistas, são estranhos lavradores que enxameiam no campo de serviço sem nada produzirem de fundamentalmente útil. Inclinam-se para a terra, contam os grãos de areia e os vermes invasores, determinam o grau de calor e estudam a longitude, observam as disposições climáticas e anotam as variações atmosféricas, mas, com grande surpresa para os trabalhadores sinceros, desprezam a semente. ANDRÉ LUIZ em MSG 45 - AVL 17 - CRI Prefácio II - LRD 42 - MLZ 16 - MRTPG 161 - PMG 22 - PND 21 - RAT 10 - RIM 2 - SDE 30 - SMD 17 - STC 10 - TMG 28 - vtb 2484, 2720 e 2906

METEMPSICOSE 2058 - A encarnação dos Espíritos se dá sempre na espécie humana; seria erro acreditar-se que possam encarnar no corpo de um animal. LEP Introdução VI - LEP 222, 611 a 613 - LMD 100/30 e 236 - DPMPG 34 - EMN 17 - HNV 30 - PBSPG 270 - PQVPG 101 - vtb 189, 938, 1072, 1074, 1157, 1753 e 2602

MÍDIA - 2059 - A família humana se encontra a mercê dos instrumentos de comunicação, preocupados com o consumidor e desinteressados da criatura. Humanizar esses veículos, estabelecer programa de educação de valorização humana, ao invés da exaltação das aberrações, do sórdido e do grotesco, é dever de todos aqueles que já travaram contato com o Evangelho. JOANNA DE ÂNGELIS em FDL 1 - ADV 7, 11 e 13 - AIM 7 - AMG 6 - ATA 15 - AVV Prefácio - DPE Prefácio, 1 e 6 - DSM 10 - EDV 6 - LES 74 - NDB 28 - NFL 26 - OTM 38 - PAZ 19 - PRR 13 - SCE 1 - SCS 7 - SOL 3 - THP 16 e 36 - TOB 1 - TPS 3 - VMO 20 - vtb 254, 418, 498, 763, 825, 860, 943, 964, 1582, 1754, 2030, 2389, 2891, 2944, 3096 e 3238

MILAGRE - v. FENÔMENO

MISÉRIA - Sócio-econômica. v. 3213

MISERICÓRDIA - 2060 - A misericórdia de Deus é infinita, mas não é cega. O culpado que ela atinge não fica exonerado, e, enquanto não houver satisfeito a justiça, sofre a conseqüência dos seus erros. Por infinita misericórdia, devemos ter que Deus não é inexorável, deixando sempre viável o caminho da redenção. ALLAN KARDEC em CFN1P 7/29 - CSL 247 - EED 2 - ETS 27 - JVN 79 - MRTPG 359 a 364 - NPM 27 - NSC 19 - PPHPG 95 a 98 - RAT 12 - RFG 5 - TCB 17 - TDL 32 - vtb 022, 217, 414, 632, 781, 2035, 2039, 2583, 2769 e 2809

MISERICÓRDIA - 2061 - A vida é amor e a lei é justiça, no entanto, por marco de interação, a Divina Providência colocou entre ambas a fonte da misericórdia, assegurando o equilíbrio. O amor sabe que, sem justiça, a estrada mergulharia no caos, e a justiça reconhece que, sem amor, a meta se perderia nas tramas do ódio. EMMANUEL em EMC 45 - ATE 3 - JVN 11 - PLT 5 - vtb 120 e 1689

MISERICÓRDIA - 2062 - Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. MAT 5:7 - TGO 2:13 - PVB 21:13 - EVG 10 todo e 17/3 - LEP 918 - ABR 5 e 8 - AES 27 e 31 - AVD 15 - AVV 4 - CDE 20 - CDV 3 - CMA 10 - CNA 6 - CRG 18 - CVD 6 - EMC 7 - EVV 17 - FEV 36 - HIT 8 - HOJ 9 - IDL 17 - ITP 9 e 28 - JVN 48 - LES 25 e 33 - LPE 918 - MOR 8 - OFR 34 - PVE 69 - RFG 9 e 19 - SHA 5 - TCB 23 - VJR 9 - VMO 6 - vtb 2999 e 3268

MISERICÓRDIA - 2063 - Misericórdia quero, e não sacrifício. MAT 9:13 e 12:7 - HEB 10:8 - SLM 40:6 - OSE 6:6 - LEP 720 e 725 - EVG 5/26 e 17/11 - ANT 48 - CDV 9 - CFZ 62 - EPV 4 - INS 33 - LES 79 - OES 44 e 51 - PMG 14 - PNS 48 - QTM 15 - RCV 6 - SJT 1 - SOL 62 - VMO 27 - vtb 1597, 2936, 2939 e 3258

MISERICÓRDIA - 2064 - Não devias tu igualmente ter compaixão do teu companheiro como eu também tive misericórdia de ti? MAT 18:33 - ALM 3 - CVV 20 - DAG 13 - EMC 22 - INS 13 - PLE 6 - RML 25 - vtb 2471

MISERICÓRDIA - 2065 Qual destes três te parece que foi o próximo do daquele que caiu nas mãos dos salteadores? E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira. LUC 10:36 e 37 - EMC 23 - OFR 41 - RES 49 - RFG 21 - SMD 79 - vtb 2460 e 2712

MISERICÓRDIA - 2066 - Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, de entranhas de misericórdia. CLS 3:12 - CDE 35 - DAG 7 - EMC 31 - EVV 40 - IES 25 - IND 1 - LES 27 - LZE 22 - RES 74 - SDE 15 - SNL 14 - VLZ 89

MISERICÓRDIA - 2067 - Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso. (Mateus 5:48 usa a expressão "perfeitos"). LUC 6:36 - EFE 4:32 - CFZ 58 - CME 4 - JEV 16 - vtb 1341 e 2598

MISERICÓRDIA - vtb EMPATIA - PACIÊNCIA - PERDÃO - PIEDADE, 925, 1442, 2916 e 3094

MISONEÍSMO - v. 2189

MISSA - v. 437, 2935 e 2962

MISSÃO - A mediunidade é uma missão. v. 1908; De Jesus. v. 1616; Do Espiritismo. v. 1027, 1237 e 2808; Dos Espíritos. 1480, 1820, 2263 e 2781; Dos pais: v. 190, 380, 599, 600, 608, 738, 973, 2141, 2157, 2499, 2500 e 2835
____

*