Página acima: Cérebro
Neurônios

--

       

COMO O CÉREBRO PRODUZ NOVOS NEURÔNIOS

(Ver: Fator de fixação)

        CÉLULAS-TRONCO NEURAIS são fonte de novas células no cérebro. Elas se dividem periodicamente em duas áreas principais: 

  • os ventrículos (em roxo, no quadro menor), cavidades que contêm fluido cérebro-espinhal para nutrir o sistema nervoso central

  • e o hipocampo (azul-claro, no quadro menor), uma estrutura crucial para o aprendizado e memória

        Ao se proliferarem, as células-tronco neurais (caminhos indicados abaixo) originam outras células­tronco neurais e precursores neurais que, ao se desenvolver, podem tornar-se tanto neurônios como células de apoio, denominadas células gliais (astrócitos e oligodendrácitos).  Mas essas células-tronco neurais recém-formadas precisam afastar-se (flechas vermelhas, no quadro menor) de suas progenitoras antes de se diferenciarem. Apenas 50%, em média, migram com sucesso, enquanto as outras perecem. No cérebro adulto, neurônios recém-formados foram encontrados no hipocampo e nos bulbos olfatários, onde o olfato é processado. Pesquisadores esperam ser capazes de induzir o cérebro a se auto-reparar estimulando as células-tronco neurais ou os precursores neurais a se dividir e se desenvolver onde forem necessários.

 

(Ver: Células-tronco)

 

Revista SCIENTIFIC AMERICAN - Brasil - ANO 2 Nº17 - Outubro de 2003

www.sciam.com.br 

        Se existe a química_fisiológica, temos também a química espiritual, como possuímos a orgânica e a inorgânica, existindo extrema dificuldade em definir-lhes os pontos de ação independente. Quase impossível é determinar-lhes a fronteira divisória, porquanto o espírito mais sábio não se animaria a Localizar, com afirmações dogmáticas, o_ponto_onde_termina_a_matéria_e_começa_o_espírito. No corpo físico, diferençam-se as células de maneira surpreendente. 

  • Apresentam determinada personalidade no fígado, outra nos rins e ainda outra no sangue. 

  • Modificam-se infinitamente, surgem e desaparecem, aos milhares, em todos os domínios da química orgânica, propriamente dita. 

  • No cérebro, porém, inicia-se o império da química espiritual. Os elementos celulares, aí, são dificilmente substituíveis. A paisagem delicada e superior é sempre a mesma, porque o trabalho da alma requer fixação, aproveitamento e continuidade.

              (Ver em Fator de fixação: neurônios nascem e se renovam

  • O estômago pode ser um alambique, em que o mundo infinitésimo se revele, em tumultuária animalidade, aproximando-se dos quadros inferiores da vida, porquanto o estômago não necessita recordar, compulsoriamente, que substância alimentícia lhe foi dada a elaborar na véspera. 

  • O órgão de expressão mental, contudo, reclama personalidades químicas de tipo sublimado, por alimentar-se de experiências que devem ser registradas, arquivadas e lembradas sempre que oportuno ou necessário. Intervém, então, a química superior, dotando o cérebro de material insubstituível em muitos departamentos de seu laboratório íntimo.

 [25 - página 56] - André Luiz - 1947

 

(Ver: Epigenética)

 

Tipos de neurônios

 

 

Revista CD-ROM - Ano 8 Nº92 - Mar 2003

www.europanet.com.br 

        Cada neurônio é conectado a outras células através de mil a 10 mil contatos chamados sinapses. É aqui que a troca de informação ocorre entre as células do cérebro. Isso é incrível com cerca de 100 bilhões de células, cada uma com mil a 10 mil conexões com outras, o número total de permutações e combinações de conexões cerebrais e, portanto, de atividade cerebral é praticamente infinito! Todos os diferentes estados cerebrais, inclusive todas as nossas emoções, como o amor, o ódio e a raiva, bem como nossos pensamentos, ambições e até sentimentos religiosos, são mediados por estas conexões, ou sinapses, que variam entre si e se tornam mais complexas se uma certa área do cérebro está sendo usada ou desenvolvida.
        Como quase todas as outras_células_no_corpo, os neurônios produzem proteínas e substâncias químicas proteicas em resposta a um código especial. Este código está basicamente na forma de genes que estão no núcleo, ou sala de controle, de cada célula. Os produtos químicos algumas vezes têm a função de manter a estrutura das células e em outras podem ser liberados delas para afetar as células vizinhas.

[100 - página 130] - Dr. Sam Parnia

Os únicos circuitos cerebrais prontos no nascimento são os responsáveis pelo controle de funções vitais como a temperatura corporal, os batimentos cardíacos e a respiração. As outras são feita com o passar dos anos.

 

Necrose dos neurônios: O citoplasma perde a basofilia normal e os corpúsculos de Nissl, passando a eosinófilo. 

http://www.bioturmas.hpg.ig.com.br/neuropatologia.html 

 

 

Como funcionam as células nervosas: http://www.epub.org.br/cm/n09/fundamentos/transmissao/salt.htm 

 

NEUROPATOLOGIA

LINKs:

Ver também:

 

Crianças e Adolescentes

DESAPARECIDOS