Pais: Manoel João, natural da freguesia de São Mamede da Sorva do Bispado do Porto e de Maria Dias, natural da citada Freguesia de Pena Maior, ambos já falecidos em 1789.

Manoel João e Maria Dias se casaram aos 23-09-1715 na Igreja do Salvador de Pena Mayor, ele filho de Manoel João e Maria João do lugar da Poupa, da freguesia de São Mamede, ela filha de Domingos Gaspar e Senhorinha Dias, já falecidos.

Pais: Bernardo Gonçalves Chaves, natural do lugar de Vilar de Perdizes, e Francisca Maria de Mendonça, neta paterna de Amaro Gonçalves e Maria Martins, neta materna de Amaro de Mendonça Coelho e Maria da Assunção. (família “Amaro de Mendonça Coelho” Cap. 3º, 6).



Casamento: Aos 03-02-1767 em casa do pai da noiva.

Furtuoso Dias de Oliveira

Thereza Maria de Jesus

Capitão

Nasceu na Freguesia de São Salvador de Pena Maior Bispado do Porto.

Por volta de seus quinze anos de idade, “fugindo de seus pais” Frutuoso “se ausentou para as terras do Brasil” juntamente com dois irmãos, João e Agostinho. Alem desses teve também ao menos mais um irmão, Antonio João morador em Vila Nova de Gaia e duas irmãs, Marianna e Maria, conforme depoimentos no processo sacerdotal de Francisco Dias de Oliveira, neste site.

Frutuoso foi testamenteiro e inventariante do sogro (testamento e inventário de Bernardo disponibilizado no site de Luís Antonio Villas Boas – certidão de casamento no “de genere” supra citado)

Frutuoso faleceu aos 02-12-1800 com testamento redigido em 07-11-1799, onde declarou sua naturalidade e filiação, os filhos legitimos e um natural

Natural da Freguesia da Aiuruoca do Termo da Vila de São João.

Teresa Maria faleceu aos 12-08-1791 com inventário aberto pelo viúvo na Fazenda Macaia.



Filhos legitimos e um natural:


PROJETO COMPARTILHAR
Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira
www.projetocompartilhar.org
(atualizado em 04-junho-2011)
contato@projetocompartilhar.org

1- Manoel Nunes, filho natural havido de Florência Nunes. Em 1801 estava casado.

Segundo os inventários de ambos (neste site), Frutuoso e Teresa Maria tiveram:

2- Manoel Dias de Oliveira, com 25 anos em 1791. Em 1805 foi o inventariante do pai. Em 1831, declarando 63 anos, Quartel Mestre Manoel morava em Bom Sucesso com sua mulher Maria Custódia de São Jose de 45 anos, filha de Pedro Custódio Guimarães e Teresa Maria de Jesus, família “Domingos da Costa Guimarães” 5-1.

Censo Bomsucesso, 1831, quarteirão 2, fogo 79

MANOEL DIAS DE OLIVEIRA; chefe; masculino; branca; 63; casado
MARIA CUSTODIA DE SAO Jose; cônjuge; feminino; branca; 45; casado
PEDRO CUSTODIO DE OLIVEIRA; dependente; masculino; branca; 15; solteiro
CANDIDA UMBELINA DE SAO Jose; dependente; feminino; branca; 21; solteiro
BARBARA CANDIDA DE SAO Jose; dependente; feminino; branca; 20; solteiro
ANTONIA MECHELINA DE SAO Jose; dependente; feminino; branca; 18; solteiro
ANNA CUSTODIA DE SAO Jose; dependente; feminino; branca; 16; solteiro
MICIAS CUSTODIA DE SAO Jose; dependente; feminino; branca; 14; solteiro
CAROLINA CANDIDA DE SAO Jose; dependente; feminino; branca; 8; solteiro
LUCENDA; dependente; feminino; branca; 3;

25 escravos

Entre os filhos do casal:

2-1 Francisco Dias de Oliveira aos 07-06-1829 casou com Felicidade Maria do Carmo, batizada em 20-02-1809, filha de Miguel de Souza Rezende e Felicidade Maria (ou Mariana) de Jesus, familia “Souza Monteiro - Monteiro Lopes” Cap. 1º, § 1º.

B7: Casamentos Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 07-06-1829 Francisco Dias de Oliveira, f.l. Quartel Mestre Manoel Dias de Oliveira e Maria Custodia de S. Jose = cc Felicidade Maria do Carmo, f.l. Miguel de Souza Rois(sic) e Felicidade Maria de Jesus, já falecidos. Ambos os contraentes nts e moradores nesta freg.

Em 1831 o casal comparece no censo de Bom Sucesso:

Censo Bom Sucesso, 1831, quarteirão 2, fogo 80

FRANCISCO DIAS DE OLIVEIRA; chefe; masculino; branca; 25; casado
FELICIDADE MARIA DO CARMO; cônjuge; feminino; branca; 21; casado
MARIA; dependente; feminino; branca; 1;
Jose; dependente; masculino; branca; 99*;

8 escravos

2-2 Antonia Miquelina de São Jose, com 18 anos em 1831. Aos 11-09-1839, dispensados do impedimento de consanguinidade, casou com João Gualberto de Carvalho Guimarães, com 25 anos e filho do Cap. Joaquim Inácio de Carvalho e Cândida Umbelina de São Jose, família “Amaro de Mendonça Coelho”. Em 09-07-1847 João Gualberto casou segunda vez com sua cunhada Lucinda Cândida de Oliveira 2-7 abaixo.

B7: Casamentos Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 11-09-1839 dispensados do impedimento de consanguinidade, João Gualberto de Carvalho Guimarães, 25 anos e quinto filho leg. do Cap. Joaquim Inacio de Carvalho e D. Candida Umbelina de S. Jose, n. e morador na freg. das Carrancas = cc D. Antonia Miquelina de S. Jose, branca de 20 anos, f.l. Quartel Mestre Manoel Dias de Oliveira e D. Maria Custodia de S. Jose, n. e moradora nesta freg., test.: Padre Jose Machado de Faria e Jose Justino de Oliveira.

2-3 Missias (ou Mécia) Carolina de São Jose, batizada em 11-10-1817. Aos 21-04-1833 casou com Fortunato Ribeiro de Campos, exposto ao Tenente Antonio Ribeiro de Jesus e filho natural de Joaquim Borges Campos, família “Manoel Inácio de Faria”. Geração de Mecia e Fortunato na família “Joaquim Jose Freire”.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 11-10-1817 Mecia, f.l. G. Mor Manoel Dias de Oliveira e Maria Custodia de São Jose, padr.: G. Mor Manoel Jose Parreiras e D. Bernarda Francisca de Faria por pp ao Cap. Manoel de Carvalho e Umbelina Candida de S. Jose.

B7: Casamentos Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 21-04-1833 Fortunato Ribeiro de Campos, exposto em casa do Ten. Antonio Ribeiro de Jesus = cc Missias Carolina de S. Jose, f.l. G. Mor Manoel Dias de Oliveira e Maria Custodia de S. Jose. Ambos nts bts e moradores nesta freguesia. Test.: Ten. Antonio Ribeiro de Jesus e João Pedro Guimarães.

2-4 Cândida Marcelina de São Jose aos 06-07-1836 casou com Ten. Antonio Jose de Oliveira, viúvo de Rita Cândida do Nascimento.

B7: Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 06-07-1836 Ten. Antonio Jose de Oliveira, viuvo de D. Rita Candida do Nascimento, morador na freg. de Lavras = cc D. Candida Marcelina de S. Jose, f.l. Q. M. Manoel Dias de Oliveira e D. Maria Custodia de S. Jose, n. e moradora nesta freguesia; test.: Francisco Jose de Araujo Junior e Padre Jose Machado de Faria.

2-5 Querubina Maria de São Jose, aos 24-01-1844 dispensandos de consanguinidade, casou com Joaquim Dias Pereira, de 24 anos e filho do finado Francisco Antonio Pereira e Francisca Francelina de Oliveira, 8-1 abaixo.

B7: Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) cas - aos 24-01-1844 dispensados de consanguinidade, Joaquim Dias Pereira, branco de 24 anos, f.l. de Francisco Antonio Pereira, já falecido e D. Francisca Francelina e Oliveira = cc D. Querubina Maria de S. Jose, f.l. do Quartel Mestre Manoel Dias de Oliveira e D. Maria Custodia de S, Jose, branca de idade 18 anos n. e moradora nesta freguesia, test.: Joaquim Jose Botelho e Nicesio Antonio de Mesquita.

2-6 Bárbara Umbelina de São Jose aos 24-01-1844 casou com Antonio Pereira de Oliveira, irmão inteiro de Joaquim Dias supra, 8-2 abaixo.

B7: Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) cas - aos 24-01-1844 dispensados de consanguinidade em 2º grau igual, Antonio Pereira de Oliveira, branco de 22 anos, f.l. Francisco Antonio Pereira, já falecido e D. Francisca Francelina(sic) de Oliveira = cc D. Barbara Umbelina de S. Jose, f.l. Quartel Mestre Manoel Dias de Oliveira e D. Maria Custodia de S. Jose, branca de 22 anos, n. e moradora nesta freugesia, test.: Jose Justino de Oliveira e Joaquim Francisco da Costa

2-7 Lucinda Cândida de Oliveira, batizada em 06-01-1828. Aos 09-07-1847 casou com seu cunhado João Gualberto de Carvalho, viúvo de Antonia Miquelina 2-1 supra.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 06-01-1828 matriz, Lucinda, f.l. G. Mor Manoel Dias de Oliveira e Maria Custodia de São Jose, padr.: Andre de Sza Monteiro e s/m Izabel Felisbina de Jesus

B7: Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) cas - aos 09-07-1847 João Gualberto de Carvalho, viuvo de Antonia Miquelina, = cc Lucinda Candida de Oliveira, f.l. Manoel Dias de Oliveira e Maria Custodia de São Jose, test.: Fortunato Ribeiro de Campos e Pedro Custodio de Oliveira.

3- Mariana Cândida de Oliveira, com 22 anos em 1791. As 02-07-1793 casou com o Alferes Joaquim Jose da Silva, filho de Antonio Francisco da Silveira e Agueda Maria da Silva, família Amaro da Silveira”.

Mariana em 1801 era viúva

4- Francisco Dias de Oliveira, batizado aos 23-07-1771 na Capela de São Gonçalo de Ibituruna. Em 1808 deu inicio ao processo de habilitação ao sacerdócio corrido em Mariana. Nele, alem das necessárias certidões encontra-se um atestado de 01-06-1808, dando testemunho de que Francisco precisava ir com urgência à Pernambuco onde morava seu tio “o Capitão Boa Ventura Gonçalves Chaves, comissário o mais opulento daquela cidade este sendo já de idade quase oitogenaria, e achando-se sem herdeiros, e nem parentes o chama a si para constituir herdeiros de seus bens”

5- Antonia Miquelina (ou Medina ou Marcelina) de Oliveira foi casada duas vezes. Em primeiras na Capela de São Bernardo da Macaia aos 01-10-1791 com João Pedroso Ferreira, natural de Barbacena, filho de Manoel Pedroso Ferreira e Maria Josefa de Almeida.

Livro de Casamentos da Matriz de Nossa Senhora do Pilar – Capella de São Bernardo da Macaia SJDR e Capelas filiadas - 01-01-1791, João Pedroso Ferreira, filho do tenente Manoel Pedroso ----- e D. Maria Josefa de Almeida, natural de Congonhas do Campo; c.c. Antonia (Marcelina?) de Oliveira, filha do capitão Frutuoso Dias de Oliveira e D. Thereza Maria de Jesus, natural desta. O Coadjutor Joaquim Pinto de Siqueira

João faleceu aos 30-11-1800 e teve seu inventário aberto em 1801 no Porto do Macaia. Antonia convolou segundas núpcias em setembro de 1802 com João Veloso da Silva filho de outro e Ana Vieira da Assunção (ou Machado); família “Jose Vieira Machado”.

B7: Casamentos - SJDRei, aos 09-09-1802 Capela S. Bernardo do Macaia na Aplicação Sra. do Bom Sucesso, João Velloso da Silva, f.l. de João Vellozo [--------- espaço ---------------] n. da freg, de Santo Antonio da Vila de S. Jose; = cc. D. Antonia Miquelina de Oliveira, f.l. Cap. Frutuoso Dias de Oliveira e D. Theresa Maria de Jesus, n/b nesta freguesia.

duplicata:

B7: Casamentos - SJDRei, aos 02-09-1802 na capela de S. Bernardo do Macaia anexa da capela de S. Gonçalo da Ibituruna João Veloso da Silva, f.l. João Veloso da Silva e Ana Vieira da Assunção, n/b na freguesia de Tamandua = cc D. Antonia Miquelina de Oliveira, viuva de Joam Pedroso Ferreira. Test.: Pedro Vieira Machado, Bernardo Vieira Machado e outros

Antonia faleceu em 03-05-1810 e teve seu inventário aberto por João Veloso em 11-10-1811. Teve geração de ambos os matrimônios.

Com João Pedroso tiveram cinco filhos, segundo seus inventários (neste site):

5-1 Ignacia, com oito anos em 1801. Inácia de Santa Ana Pedrosa casou, aos 05-03-1810 na Ermida de S. Bernardo do Macaia, com Francisco de Salles Teixeira de Almeida (Naves), filho de João Naves Damasceno e Ana Vitória de São Thomé, família “Jose Vieira da Cunha“.

Casamentos - Sta Ana das Lavras do Funil, aos 05-03-1810 na Ermida de S.. Bernardo do Macaia, filial da matriz de S. João del Rei, Francisco de Salles Teixeira de Alm.da, n/b nesta freguesia, f.l. de João Naves Damaceno e Anna Victoria de S. Thomé; = cc. Ignacia de S. Anna Pedrosa, f.l. de João Pedroso Ferreira e Antonia Mequelina (sic), n/b freguesia de S. João del Rei.

5-2 Maria, com seis anos. Maria Luiza Pedrosa casou, aos 05-03-1809 (ou 20-03-1810 conforme termo inserido no inventário paterno) na Ermida de S. Bernardo do Macaia, com Manoel Alves da Fonseca Bueno, filho de Jose da Fonseca Bueno e Inácia de Assunção (família “Os Alves Pedrosa” Cap. 12º, 4).

Casamentos - Sta Ana das Lavras do Funil, fls. 76, aos 05-03-1809 na Ermida de S.. Bernardo do Macaia, filial da matriz de S. João del Rei, Manoel Alves da Fonseca Bueno, f.l. de Jose da Fonseca Bueno e D. Ignacia da Assunção; = cc. Maria Luisa Pedrosa, f.l. de Jose Pedroso Ferreira e Antonia Nedina (sic). Nts/bts nesta.

5-3 Mafalda, com quatro anos. Mafalda de Oliveira ou Pedrosa do Nascimento casou, aos 24-11-1813 na matriz de Lavras, com João Brás dos Reis Naves, filho de João Naves Damasceno e Ana Vitória de São Thomé já citados, família “Jose Vieira da Cunha“.

5-4 Fortunata, com dois anos. Fortunata Maria de Jesus casou, aos 10-09-1818 na matriz de Lavras, com Constantino Paes Bueno, filho de Valentim da Fonseca Bueno e Joana Rodrigues Lima - família “Os Bueno da Fonseca” Cap. 1º, 10-3.

Casamentos - Sta Ana das Lavras do Funil, f aos 10-09-1818 Cap. dos Perdões, Constantino Paes Bueno, f.l. Valentim da Fonseca Bueno e Joanna Rodrigues Lima; = cc Fortunata Maria de Jesus, f.l. de João Pedrozo Ferreira e Antonia Miquelina do Nascimento.

5-5 Antonia, nascida em 1800.

Antonia e João Veloso tiveram, segundo inventário de Antonia, dois filhos:

5-6 Joaquim, com 8 anos em 1811.

5-7 Lucinda, com 5 anos.

6- Ana Esméria de Oliveira, com 14 anos em 1791. Casou aos 14-01-1799 com o Alferes Gabriel Antonio Pereira, filho de Jose Pereira e Quitéria Pereira. Morador em Bom Sucesso onde passou uma procuração aos 08-08-1801. Geração na família “Domingos Antonio Pereira”.

Casamentos – SJDRei - Ermida S. Bernardo do Macaia - Aos 14-01-1799 Gabriel Antonio Pereira, f.l. de Jose Pereira e Quiteria Pereira; = cc. D. Anna Esmeria de Oliveira, f.l. Cap. Frutuoso Dias de Oliveira e D. Theresa Maria de Jesus. Nts/bts nesta freguesia.

7- Luiza Maria (ou Ludovina) de Oliveira, com 11 anos em 1791. Aos 03-10-1804 casou com João Crisóstomo da Fonseca Bueno, natural de Sorocaba-SP, filho de Diogo da Fonseca Bueno e Reginalda Maria da Silva. Geração na família “Bueno da Fonseca” 2-1 neste site.

Certidão inserida no inventário paterno:

Aos três de Outubro de mil oitocentos e quatro na Ermida de São Bernardo do Macaia da Aplicação de São Gonçalo da Ibituruna, filial desta Matriz de Nossa Senhora do Pilar desta Vila de São João del Rei, feitas as canônicas diligências sem se descobrir impedimento algum como constou da Provisão do Reverendo Doutor Vigário da Vara da Comarca o Reverendo Francisco Dias de Oliveira de licença minha em presença das testemunhas Manoel João e o Tenente Antonio Dias de Oliveira e outros assistiu e administrou o sacramento do matrimônio que por palavras de presente celebraram João Crisóstomo da Fonseca Bueno, filho legítimo de Diogo da Fonseca Bueno e Reginalda Maria da Silva, batizado na Vila de Sorocaba do Bispado de São Paulo, com Luiza Ludovina de Jesus, filha legítima do Capitão Frutuoso Dias de Oliveira e de Theresa Maria de Jesus, natural e batizada nesta mesma Freguesia e logo lhes deu as bênçãos nupciais na forma do Ritual Romano.

8- Francisca Marcelina de Oliveira, com 8 anos em 1791. Aos 07-06-1801 casou com Francisco Antonio Pereira, filho de Jose Pereira e Quitéria Pereira (família “Domingos Antonio Pereira” 5-3)

Certidão inserida no inventário paterno:

Aos sete de Junho de mil oitocentos e um na Ermida de São Bernardo do Macaia da Aplicação de São Gonçalo da Ibituruna, filial desta Matriz de São João del Rei pelo meio dia feitas as canônicas diligências sem se descobrir impedimento algum como constou da Provisão do Reverendo Doutor Vigário da Vara da Comarca e em presença das testemunhas Manoel Theodoro de Souza; Jose Pereira o Reverendo Joaquim Dias de Oliveira de licença minha assistiu ao sacramento do matrimônio que por palavras de presente celebraram Francisco Antonio Pereira, filho legítimo de Jose Pereira e de Quitéria Pereira com Dona Francisca Marcelina Pereira, filha legítima do Capitão Frutuoso Dias de Oliveira e de Dona Theresa Maria de Jesus, ambos naturais e batizados nesta Freguesia e logo lhes deu as bênçãos nupciais na forma do Ritual Romano.

Em 1831 eram moradores em Bom Jesus dos Perdões com vários filhos, conforme censo 1831 Bom Jesus dos Perdões-MG, quarteirão 9, fogo 11

FRANCISCO ANTONIO PEREIRA, chefe do fogo, masculino, branca, 51, casado, lavrador
FRANCISCA, cônjuge, feminino, branca, 45, casado
FRANCISCO, filho, masculino, branca, 23, solteiro, tropeiro
FURTUOZO, filho, masculino, branca, 21, solteiro
Jose, filho, masculino, branca, 15, lavrador
JOAQUIM, filho, masculino, branca, 10
ANTONIO, filho, masculino, branca, 8
TEREZA, filho, feminino, branca, 16
ANNA, filho, feminino, branca, 14
LUCINDA, filho, feminino, branca, 11
ANTONIA, filho, feminino, branca, 9
MARIA, filho, feminino, branca, 6

27 escravos

Entre os filhos do casal:

8-1 Joaquim Dias Pereira, com 24 anos em 24-01-1844, casou com Querubina Maria de São Jose, filha do Quartel Mestre Manoel Dias de Oliveira e Maria Custódia de São José, 2-5 supra.

8-2 Antonio Pereira de Oliveira, com 22 anos em 24-01-1844, casou com Bárbara Umbelina de São Jose, irmã inteira de Querubina Maria de São Jose, 2-6 supra.

9- Escolástica Maria de Jesus, com 7 anos em 1791. Aos 25-11-1801 casou com Bernardo Vieira Machado, natural de Oliveira termo da Vila de São Jose, filho de Jose Vieira Machado e Ana Maria de Jesus. Geração na família “Jose Vieira Machado”.

Certidão inserida no inventário paterno:

Aos vinte e cinco de Novembro de mil oitocentos e um pelas onze horas da manhã na Capela de São Bernardo do Macaia anexa da Ibituruna filial desta Matriz feitas as canônicas diligências sem se descobrir impedimento o que constou também por Provisão do Reverendo Doutor Vigário da Vara o Reverendo João Machado de Freitas de licença minha administrou o sacramento do matrimônio que por palavras de presente celebraram Bernardo Vieira Machado, filho legítimo de Jose Vieira Machado e de Ana Maria de Jesus, natural e batizado na Capela de Nossa Senhora de Oliveira filial da Matriz de Santo Antonio da Vila de São Jose e Dona Escolástica Maria de Jesus, filha legítima do Capitão Frutuoso Dias de Oliveira e de Theresa Maria de Jesus, natural e batizada nesta Freguesia sendo testemunhas o Reverendo Padre Joaquim Dias de Oliveira e o Capitão Serafim dos Anjos Vieira Machado. E logo lhes deu as bênçãos nupciais na forma do Ritual Romano.

10- Bento, com 4 anos em 1791. Citado no testamento do pai (1799), não comparece no inventario.




 

INÍCIO      BIBLIOGRAFIA     LINK     ÍNDICE     INVENTÁRIOS     OUTROS