Pais: Manoel Ribeiro e Antonia Angélica de Castro
naturais do Bispado do Porto - Portugal, batizados na Freguesia de São Cristovão de Masanide-Porto [72]

Pais: Victório da Costa Muniz e Cordulla Maria Bernarda



Casamento:

Bartholomeu dos Santos Ribeiro

Marcelina Maria do Nascimento

1836:

Natural e batizado na Freguesia de São Cristovão de Masanide - Porto - Portugal [72] - Fiador, quando do inventário do seu genro Joaquim Caetano Simões em 1836 [66]

Em 20/7/1839 página 220, batismo de Benedicta (escrava) [30

Assinou participação no pedido para criação de um termo judiciário na Vila de Nova Almeida-ES, em 1861


Faleceu em 1862 com 76 anos [73]
Natural e batizada em N.S. da Conceição da Serra - ES [72]









Filhos:

  1. Anna Ribeiro dos Santos c.c. Joaquim Caetano Simões

  2. Hipótese: Anna Ribeiro dos Santos enviuvou no ano de 1835 e casou em +- 1840 com Manoel Joaquim dos Reis,
    pais de:
    1. Joaquim Correia do Nascimento c.c. Luisa da Rosa e Silva



  3. Manuel Antonio dos Santos Ribeiro - Vigário Colegial do Seminário Episcopal, nasceu no dia 21/05/1807; batizado em 01/12/1812 [72] - Em Jan-1838 já batizava em Vitória-ES.[30] página 163 - Começou batizar em Nova Almeida-ES  em 11/9/1853. - O seu capricho na caligrafia e detalhamento nos batismos, favoreceram a este trabalho [31] página 28 - Ficou em Nova Almeida até Março-1854. 15/01/1865 batismo de Luiz, filho da sua escrava Claudina-[23] página 93.

    1828 - Processo inquirição de genere, arquivado na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro - RJ. Colegial do Seminário Episcopal - Catedral Central - RJ, localizada à rua Almirante Barrozo. catedral@fst.com.br - Av. República do Chile, 245 - Rio de Janeiro - RJ - CEP 200311700 - Tel (21) 22402669 - 22661797 - 22402869 - 22627124(fax) Testemunhas no processo: Manoel Pinto Ribeiro de Lirio, branco, casado 57 anos, natural da Serra-ES, professor - Inacio de Loiola Pereira, 43 anos, branco, alferes da 2ª linha, natural de Vitória-ES, morador na Serra-ES, Engenho do Iguaçu - Capitão Manoel_da_Rocha_Pimentel, casado, natural de Vitória-ES, morador na Serra-ES (lavoura) - Capitão Manoel Fernandes Miranda, natural e morador de Vitória-ES, casado, 40 anos de idade [72]

    Em Jan-1838 já batizava em Vitória-ES.[30] pag.163 Começou batizar em Nova Almeida-ES, em 11-9-1853. Graças a seu capricho na caligrafia e detalhamento dos batismos o nosso objetivo, nas esquisas genealógicas, foi alcançado, [31] pagina 28. Ficou em Nova Almeida até Março-1854. O padre que estava, antes, em Nova Almeida, não registrava os nomes dos avós, registrava apenas nomes dos pais com sobrenome incompleto e não assinava os batismos.

    1840. – Instala-se neste ano, no 1º de Abril, a 1ª sessão da 3ª legislatura da Assembléia Legislativa Provincial concernente aos anos de 1840 a 1841, sendo deputados reconhecidos: Aires Vieira de Albuquerque Tovar, Luís da Silva Alves de Azambuja Suzano, Joaquim Jose Gomes da Silva Filho, Bacharel Manoel Joaquim de Sá Matos, Jose da Silva Vieira Rios, Capitão Jose Ribeiro Coelho, Jose Joaquim de Almeida Ribeiro, Bacharel Francisco Jorge Monteiro, João Malaquias dos Santos, Dionísio álvaro Resendo, Padre Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, Heliodoro Gomes Pinheiro, Capitão Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, Padre João Luís da Fraga Loureiro, Padre Manoel Jose Ramos, Manoel dos Passos Ferreira, Manoel Pinto Rangel e Silva, Padre Francisco Antunes de Siqueira, Francisco Martins de Castro, Padre Dr. João Clímaco de Alvarenga Rangel.

    Na primeira sessão do primeiro ano da legislatura foi composta a Mesa: Presidente o Padre Francisco Antunes de Siqueira, 1º Secretário Aires Vieira de Albuquerque Tovar e 2º Secretário Jose da Silva Vieira Rios. Na primeira sessão do segundo ano da legislatura foi eleita a Mesa: Presidente Padre Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, 1º Secretário Joaquim Jose Gomes da Silva Filho e 2º Secretário o Bacharel Francisco Jorge Monteiro. 

    1842. – Neste ano, tendo sido adiada a Assembléia Provincial pelo Vice-presidente Comendador Joaquim Marcellino da Silva Lima, do dia 23 de Maio para 28 de Agosto, é instalada neste dia a 1ª sessão da 4a legislatura da Assembléia Legislativa Provincial, concernente aos anos de 1842 a 1843, sendo reconhecidos deputados provinciais: Bacharel Manoel Joaquim de Sá Matos, Bacharel Francisco Jorge Monteiro, Coronel Dionísio Álvaro Rosendo, Caetano Dias da Silva, Bacharel Jose de Melo e Carvalho, Jose da Silva Vieira Rios, Heliodoro Gomes Pinheiro, Padre João Luís da Fraga Loureiro, Manoel Pinto Rangel e Silva, Joaquim Jose Gomes da Silva Filho, Jose Gonçalves Fraga, Coronel Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, Capitão Jose Ribeiro Coelho, Padre Manoel Gomes Montenegro, Domingos Rodrigues Souto, João Malaquias dos Santos Azevedo, Bernardo Francisco da Rocha Tavares, Padre Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, Tenente Jose Monteiro Rodrigues Velho e Manoel Joaquim Ferreira da Silva.

    Foi composta a Mesa do primeiro ano da legislatura: Presidente Francisco Jorge Monteiro, 1º Secretário Joaquim Jose Gomes da Silva Filho, 2º Secretário Padre Inácio Félix de Alvarenga Salles, que fora chamado como Suplente, como também o fora na mesma ocasião o Padre Manoel Alves de Souza. No segundo ano foi composta a Mesa: Presidente Jose da Silva Vieira Rios; 1º Secretário Antônio Jose Pereira Maia Paraíba, que foi também chamado como suplente, como igualmente o fora o eleito 2º Secretário Padre Joaquim de Santa Maria Madalena Duarte. 

    1844. – é instalada neste ano, a 23 de Maio, a 1a sessão da 5a legislatura da Assembléia Legislativa Provincial concernente a 1844 a 1845, tendo sido reconhecidos deputados provinciais: Coronel Inácio Pereira Duarte Carneiro, Manoel dos Passos Ferreira, Comendador Joaquim Marcellino da Silva Lima, Luís da Silva Alves de Azambuja Suzano, Padre João Luís da Fraga Loureiro, Jose da Silva Vieira Rios, Padre Joaquim de Santa Maria Madalena Duarte, João Teixeira Maia, Jose Joaquim de Almeida Ribeiro, Capitão Luís Vicente Loureiro, Tenente-Coronel Sebastião_Vieira_Machado, Bernardo Francisco da Rocha Tavares, Padre Manoel Alves de Souza, Padre Dr. Inácio Rodrigues Bermude, Domingos Rodrigues Souto, Padre Inácio Félix de Alvarenga Salles, Manoel Pinto Rangel e Silva, Serafim Jose dos Anjos Vieira, Padre Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, Padre Francisco Antunes de Siqueira.

    Foi composta a Mesa no primeiro ano da legislatura: Presidente Comendador Joaquim Marcellino da Silva Lima, 1º Secretário Padre João Luís da Fraga Loureiro, 2º Secretário Jose da Silva Vieira Rios. No segundo ano foi composta a Mesa: Presidente Jose da Silva Vieira Rios; 1º Secretário Padre Inácio Félix de Alvarenga Salles; 2º Secretário João Teixeira Maia. 

    1848. – é instalada neste ano, no 1º de Março, a 1ª sessão da 7ª legislatura da Assembléia Legislativa Provincial, concernente aos anos de 1848 a 1849, composta dos deputados provinciais: Coronel Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, Padre Manoel Antônio Ribeiro dos Santos, Capitão João Crisóstomo de Carvalho, Luís da Silva Alves de Azambuja Suzano, Domingos Rodrigues Souto, Padre João Luís da Fraga Loureiro, Barão de Itapemirim, Antônio Rodrigues da Cunha, Coronel Dionísio Álvaro Rosendo, Jose da Silva Vieira Rios, Capitão Jose Ribeiro Coelho, Manoel Goulart de Souza, Padre Francisco Antunes de Siqueira, Capitão Venceslau da Costa Vidigal, João Teixeira Maia, João Malaquias dos Santos Azevedo, Manoel_Caetano_Simões, Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire, Bernardo Francisco da Rocha Tavares e Capitão Jose Marcellino Pereira de Vasconcelos.

    Na sessão do primeiro ano da legislatura foi composta a Mesa: Presidente Jose da Silva Vieira Rios, 1º Secretário Coronel Dionísio Álvaro Rosendo, 2º Secretário Capitão Venceslau da Costa Vidigal. No segundo ano foi composta a Mesa: Presidente Jose da Silva Vieira Rios, 1º secretário Capitão Venceslau da Costa Vidigal, 2º Secretário Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire. 

    1850. – é instalada a 25 de Julho deste ano a 1ª sessão da 8ª legislatura da Assembléia Legislativa Provincial, concernente aos anos de 1850 a 1851, sendo composta dos seguintes deputados provinciais: Coronel Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, Barão de Itapemirim, Coronel Dionísio Álvaro Rosendo, Luís da Silva Alves de Azambuja Suzano, Capitão Venceslau da Costa Vidigal, Antônio_das_Neves_Teixeira_Pinto, Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire, Manoel Goulart de Souza, Jose da Silva Vieira Rios, Bernardino de Sena, Padre João Luís da Fraga Loureiro, Manoel Nunes Pereira, Capitão João Crisóstomo de Carvalho, Padre Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, Jose Barboza Meireles, Jose Pinto de Alvarenga Funcho, Manoel_Caetano_Simões, Bernardo Francisco da Rocha Tavares, Manoel Teixeira da Silva e Domingos Rodrigues Souto.

    Na sessão do primeiro ano da legislatura foi composta a Mesa: Presidente Padre Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, 1º Secretário Padre João Luís da Fraga Loureiro, 2º Secretário Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire. No segundo ano foi composta a Mesa: Presidente Coronel Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, 1º Secretário Padre João Luís da Fraga Loureiro, 2º Secretário Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire. 

    1854. – é instalada a 25 de Maio deste ano a 1ª sessão da 10a legislatura da Assembléia Legislativa Provincial, concernente aos anos de 1854 a 1855, sendo composta dos deputados: Coronel João Nepomuceno Gomes Bittencourt, Luís Vicente Loureiro, Caetano Dias da Silva, Padre João Luís da Fraga Loureiro, Capitão João Crisóstomo de Carvalho, Manoel Ferreira de Paiva, Coronel Dionísio Álvaro Rosendo, Coronel Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, Manoel Goulart de Souza, Jose Barboza Meireles, Padre Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, Jose Pinto de Alvarenga Funcho, Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire, Padre Mieceslau Ferreira Lopes Wanzeller, Torquato Caetano Simões, Manoel Ferreira das Neves, Bacharel Júlio César Berenguer de Bittencourt, João Martins de Azambuja Meireles, Inácio de Melo Coutinho Vieira Machado e Padre Joaquim de Santa Maria Madalena Duarte.

    Na sessão do primeiro ano da legislatura foi composta a Mesa; Presidente Coronel Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, 1º Secretário Padre João Luís da Fraga Loureiro, 2ºo Secretário Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire. No segundo ano foi composta a Mesa: Presidente Coronel Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, 1º Secretário Padre João Luís da Fraga Loureiro, 2º Secretário Jose Pinto de Alvarenga Funcho. 

    1856 – Tendo no ano antecedente sido determinado pela Assembléia Provincial o dia definitivo de sua instalação, é a mesma instalada em sua 1ª sessão da 11ª legislatura concernente ao biênio de 1856 a 1857, a 23 de Maio, dia esse em que se comemora a chegada a esta então capitania de seu primeiro donatário Vasco Fernandes Coutinho; foi esta presente legislatura composta dos deputados provinciais: Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire, Dr. Manoel Gomes Bittencourt, Capitão João Crisóstomo de Carvalho, Francisco Gomes Bittencourt, Coronel Dionísio álvaro Resendo, Padre Dr. Inácio Rodrigues Bermude, Coronel Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, Manoel do Couto Teixeira, Jose Barboza Meireles, Capitão Venceslau da Costa Vidigal, Tenente-coronel Torquato_Martins_de_Araújo_Malta, Padre Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, Padre Mieceslau Ferreira Lopes Wanzeller, Capitão Manoel Ferreira de Paiva, Manoel Francisco da Silva, Capitão Francisco Ladislau Pereira, Bacharel Antônio Joaquim Rodrigues, Manoel Ferreira das Neves, Padre Joaquim de Santa Maria Madalena Duarte, Capitão Jose Marcellino Pereira de Vasconcelos.

    Na sessão do primeiro ano da legislatura foi composta a Mesa: Presidente Padre Dr. Inácio Rodrigues Bermude, 1º Secretário Capitão Manoel Ferreira de Paiva, 2º Secretário Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire. No segundo ano foi composta a Mesa: Presidente Padre Inácio Rodrigues Bermude, 1º Secretário Capitão Jose Marcellino Pereira de Vasconcelos, 2º Secretário Capitão Venceslau da Costa Vidigal. 

    1858. – é instalada a 23 de Maio deste ano a 1ª sessão da 12ª legislatura da Assembléia Legislativa Provincial, concernente aos anos de 1858 a 1859, sendo composta dos deputados provinciais: Coronel Jose Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, Manoel de Siqueira e Sá, , Padre Joaquim de Santa Maria Madalena Duarte, Bacharel Jose de Melo e Carvalho, Inácio de Melo Coutinho Vieira Machado, João Martins de Azambuja Meireles, Bacharel Antônio Joaquim Rodrigues, Joaquim Ramalhete Maia, Comendador Joaquim Marcellino da Silva Lima, Bacharel Jose Camilo Ferreira Rebelo, Francisco Jose de Abreu Costa, Manoel de Morais Coutinho e Castro, Jose Joaquim Pereira Lima, Padre Francisco Antunes de Siqueira, Jose Barboza Meireles, Capitão Francisco Ladislau Pereira, Capitão Jose Marcellino Pereira de Vasconcelos, Capitão Venceslau da Costa Vidigal, Manoel Francisco da Silva, entrando dois deputados suplentes para os lugares do , que falecera antes de instalar-se a Assembléia, e outro no lugar do , que se achava impedido.

    Na sessão do primeiro ano da legislatura foi composta a Mesa: Presidente Padre Joaquim de Santa Maria Madalena Duarte, 1º Secretário Capitão Francisco Ladislau Pereira, 2º Secretário Capitão Venceslau da Costa Vidigal. Na sessão do segundo ano foi composta a Mesa: Presidente Padre Joaquim de Santa Maria Madalena Duarte, 1º Secretário Francisco Jose de Abreu Costa, 2o Secretário Bacharel Jose Camilo Ferreira Rebelo.

    1860. – Neste ano, no dia 26 de Janeiro, às oito e meia horas da manhã, aportam a esta cidade vindos no vapor de guerra Appa, em visita a esta província, S.S.M.M.I.I. o Sr. D. Pedro II e D. Teresa Cristina Maria, sendo recebidos com o maior regozijo pelo povo desta capital, saltando no cais do Imperador, para esse fim construído e preparado. Foram S.S.M.M. hospedar-se no Palácio do Governo, prontificado e ornamentado no melhor gosto pela comissão para esse fim nomeada, tendo muito concorrido para serem S.S.M.M. recebidas com a maior grandeza muitos cidadãos, distinguindo-se entre eles por seus avultados donativos o Coronel João Nepomuceno Gomes Bittencourt, Barão de Itapemirim e Major Mateus Cunha.

    Visitou S.M., o Imperador, os principais lugares da província, tanto ao Norte como ao Sul e Oeste da capital, como fossem Serra, Nova Almeida, Santa Cruz, Linhares, Espírito Santo, Guarapari, Benevente, Itapemirim, Rio Novo, Santa Isabel e Santa Leopoldina. (Ver: Diário de D. Pedro II)

    À sua chegada formaram-se os batalhões da Guarda Nacional para fazerem as devidas honras, comparecendo e visitando a S.S.M.M. quase toda a população.

    Idem. – Chega S.M. o Imperador às 6 horas da tarde do dia 1º de Fevereiro deste ano à vila de Nova Almeida, indo da vila da Serra, onde chegara nesse mesmo dia e ali almoçara. Em Nova Almeida jantou e pernoitou, tendo visitado a Igreja dos Santos Reis Magos, cuja arquitetura interior é de muita simplicidade. Foi S. Majestade recebido em ambas as vilas à distância de doze quilômetros por inúmeras pessoas; no dia 2, S. Majestade, ao amanhecer, depois de ouvir missa na Matriz, celebrada pelo ilustrado [no original, Bibeiro], partiu para Santa Cruz às seis horas, chegando à tarde desse dia, onde foi igualmente recebido por diversos cavalheiros. 

    1862. – é instalada a 25 de Maio deste ano a 1a sessão da 14ª legislatura da Assembléia Legislativa Provincial concernente aos anos de 1862 a 1863, sendo a mesma composta dos deputados: Coronel Dionísio álvaro Resendo, , Padre Joaquim de Santa Maria Madalena Duarte, Major Francisco Gomes Bittencourt, Bacharel Jose Camilo Ferreira Ribeiro, Alferes Manoel de Morais Coutinho e Castro, Padre Francisco Antunes de Siqueira, Carlos Augusto Nogueira da Gama, Dr. Jose Joaquim Rodrigues, Fabiano Martins Ferreira Meireles, Dr. Florêncio Francisco Gonçalves, Jose Cláudio de Freitas, Manoel da Silva Simões, Aires Loureiro de Albuquerque Tovar, Jose Sebastião da Rocha Tavares, Vigário João Pinto Pestana, Major Caetano Dias da Silva, Capitão João Crisóstomo de Carvalho, Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire, Vigário Miguel Antunes de Brito.

    Foi composta a Mesa no primeiro ano da legislatura: Presidente Bacharel Jose Camilo Ferreira Rebelo, 1º Secretário Vigário João Pinto Pestana, 2o Secretário Padre Francisco Antunes de Siqueira. No segundo ano foi reeleita a Mesa à exceção do 2º Secretário. 


    Documento da série Accioly do APEES - Arquivo Público do Estado do Espírito Santo

    1870. – Instala-se no dia 1º de Outubro deste ano a 1ª sessão da 18a legislatura da Assembléia Legislativa Provincial, concernente aos anos de 1870 a 1871, sendo reconhecidos deputados: Tenente-coronel Jose Ribeiro Coelho, Coronel Manoel Ferreira de Paiva, Padre Joaquim de Santa Maria Madalena Duarte, Capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire, Coronel Francisco Xavier Monteiro Nogueira da Gama, Padre Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, Bacharel Terêncio Jose Chavantes, Coronel Manoel Ribeiro Coutinho Mascarenhas, Bacharel Joaquim Coutinho de Araújo Malta, Tenente Aires Loureiro de Albuquerque Tovar, Coronel Dionísio Álvaro Rosendo, Bacharel Tito da Silva Machado, Padre Mieceslau Ferreira Lopes Wanzeller, Tenente Francisco Urbano de Vasconcelos, Capitão Jose Alves da Cunha Bastos, Coronel Olindo Gomes dos Santos Paiva, Padre Jose Pereira Duarte Carneiro, Dr. Heliodoro Jose da Silva, Padre Jose Ferreira Lopes Wanzeller, Engenheiro Bacharel Jose Cupertino Coelho Cintra.

    Foi composta a Mesa no primeiro ano da legislatura: Presidente Coronel Manoel Ribeiro Coutinho Mascarenhas, 1º Secretário Coronel Manoel Ferreira de Paiva, 2º Secretário Tenente Aires Loureiro de Albuquerque Tovar. No segundo ano da legislatura foi composta a Mesa: Presidente Coronel Dionísio Álvaro Rosendo, 1º  Secretário Coronel Manoel Ferreira de Paiva, 2º Secretário Tenente Aires Loureiro de Albuquerque Tovar. 

    1870. – Finou-se neste ano, no mês de Outubro, na vila de Nova Almeida, o Vigário Manoel Antônio dos Santos Ribeiro, inteligência robusta e advogado de nomeada; ocupara o finado diversos cargos de eleição popular, entre outros e por diversas vezes o de deputado provincial, sendo chefe do partido conservador daquela localidade. Foi ele o que forneceu os documentos a Mercier para a história da fundação da vila de Nova Almeida.

    Comunicado seu falecimento à Assembléia Provincial no dia 20 do mesmo mês de Outubro, esta suspendeu a sessão e tomou luto por três dias, inserindo-se na ata um voto de sentimento. [27]

INÍCIO      BIBLIOGRAFIA     LINK     ÍNDICE     INVENTÁRIOS     OUTROS     PESQUISA NO SITE