Página acima: Cérebro
Córtex cerebral

--

ESQUEMA DE UM CORTE DO CÉREBRO, MOSTRANDO A SUBSTÂNCIA CINZENTA (CÓRTEX CEREBRAL) E A SUBSTÂNCIA BRANCA
A camada externa do cérebro, formada por esta substância cinzenta, denomina-se córtex cerebral

A parte interna é formada pela substância branca.

http://www.corpohumano.hpg.ig.com.br/sist_nervoso/cerebro/cerebro_2.html 

        A palavra córtex vem do latim para "casca". Isto porque o córtex é a camada mais externa do cérebro. A espessura do córtex cerebral varia de 2 à 6 mm. O lado esquerdo e direito do córtex cerebral são ligados por um feixe grosso de fibras nervosas chamado de corpo caloso. Em mamíferos superiores (como humanos, primatas e cetáceos), o cérebro tem uma superfície irregular, cheia de áreas mais protuberantes (chamadas de giros), intercaladas com pequenos vales (chamados de sulcos) e que dão à aparência de "enrugado" ao cérebro. O cérebro de mamíferos menos desenvolvidos como camundongos e ratos tem poucos giros e sulcos, sendo a superfície cerebral mais lisa.

Funções:

  • Pensamento

  • Movimento voluntário

  • Linguagem

  • Julgamento

  • Percepção

http://geocities.yahoo.com.br/neurokidsbr/Divisoes_do_SN.html 

        O córtex cerebral, parte externa dos hemisférios, com somente poucos milímetros de espessura, é composto de substância cinzenta, em contraste com o interior do encéfalo, constituído parcialmente de substância branca.

  • A substância cinzenta é formada principalmente dos corpos das células nervosas e gliais,

  • enquanto a substância branca consiste predominantemente dos processos ou fibras dessas células.

        O interior dos hemisférios cerebrais, incluindo o diencéfalo, contém não somente  substância branca mas também massas bem delimitadas de substância cinzenta, coletivamente conhecidas como gânglios da base.(*)  Os mais destacados são os núcleos caudado e lentiforme, e os tálamos.  

        O interior do encéfalo encerra também cavidades denominadas ventrículos, repletas de líquido cerebrospinal.  

 

(*) Apesar deste nome, um conjunto de células nervosas dentro do sistema nervoso central é geralmente chamado núcleo, enquanto um conjunto dessas células fora do sistema nervoso central é comumente denominado gânglio.

 

[60 - págína 32]

SCIENTIFIC AMERICAN-Brasil, Setembro/2003

www.sciam.com.br  

Estendendo a camada externa, ou córtex, dos dois hemisférios cerebrais e do cerebelo humano, podemos perceber que o cerebelo possui aproximadamente a mesma área que um único hemisfério cerebral, apesar de ocupar muito menos volume quando "dobrado" (convolucionado). 

O tamanho e a complexidade do cerebelo sugerem uma função crucial.

Córtex cerebral

[68 - página  280]

        A substância cinzenta da superfície de cada hemisfério é denominada córtex cerebral. Ela se encontra pregueada ou convolucionada em giros, que estão separados uns dos outros pelos sulcos.  O padrão é variável, e é necessário remover a pia-aracnóide para a identificação individual dos giros e sulcos.

        Uma porção do córtex cerebral denominada ínsula localiza-se profundamente ao sulco lateral

        A área do córtex imediatamente anterior ao sulco central é conhecida como área motora e está relacionada com a atividade muscular, sobretudo a metade oposta do corpo. O controle contralateral pode ser demonstrado por estimulação artificial desta área,  particularmente da região conhecida como giro pré-central ou área 4, tendo como resultado movimentos na metade oposta do corpo. Além disso, o corpo está representado numa posição invertida na área motora, isto é, 

  • a estimulação da parte superior da área motora dá origem, predominantemente, a movimentos do membro superior; 

  • e a estimulação da parte inferior, a movimentos do membro inferior oposto; 

  • a estimulação da parte média, a movimentos da cabeça e pescoço. 

        A área do córtex imediatamente atrás do sulco central (o giro pós-central) é uma área receptiva primária importante, para a qual se projetam vias aferentes por meio de sinapses no tálamo.

        O córtex de cada hemisfério cerebral está dividido arbitrariamente em lobos:

  • frontal, 

  • parietal, 

  • occipital

  • e temporal.

[60 - página 576]

A massa cinzenta é constituída pelo corpo celular dos neurônios que processam a informação no cérebro; a massa branca é composta dos axônios através dos quais o neurônio envia informação para outro.

Revista SCIENTIFIC AMERICAN - Brasil - Nº37 - Junho de 2005

Córtex límbico:

  • Atua como um área de associação de controle do comportamento;

  • A ablação da parte posterior do córtex orbital frontal traz insônia e inquietude;

  • Os giros cingulados anteriores e giros subcalosos mantêm a conexão entre o sistema_límbico e o córtex pré-frontal. A ablação dessa região pode trazer um alta grau de raiva.

http://www.medstudents.com.br/content/resumos/resumo_medstudents_20060405_03.doc

        
Distúrbio ou Transtorno de Déficit de Atenção Hiperatividade e Impulsividade

        Segundo Amen, o córtex pré-frontal é a parte mais evoluída do cérebro. Ocupa o terço frontal do cérebro, debaixo da testa. É frequentemente dividido em três seções:

  • A seção dorsolateral, que localiza-se na superfície externa do córtex pré-frontal,
  • a seção orbital inferior, localiza-se na subsuperfície frontal do cérebro
  • e o giro cíngulo que atravessa o meio dos lobos frontais.

        O córtex pré-frontal é a parte do cérebro que observa, supervisiona, guia, direciona e concentra o nosso comportamento. Supervisiona as "funções executivas", governando habilidades como gerenciamento, julgamento, controle do impulso, planejamento, organização e pensamento crítico.
        No geral as partes do cérebro que foram citadas, estão interligadas e também tem relação com o sistema_límbico, quando há  inibição deste sistema provoca o aumento, se torna vulnerável a depressão e o sistema límbico tornar-se hiperativo.
        O distúrbio ou Transtorno de Déficit de Atenção hiperatividade e impulsividade, ocorre quando há uma disfunção neurológica no córtex pré-frontal dorsolateral (responsável pela atenção). As pessoas com este distúrbio ou transtorno tem problemas com atenção, não conseguem se concentrar, tem distração, desorganização, hiperatividade e também a impulsividade, não consegue ter controle dos impulsos, apresenta dificuldades de aprendizagem, planeja fazer várias coisas, mas tem dificuldades em concluir, tem mau humor e pensamento negativo. É um fator familiar, genético.


Imagem: tecnocientista.info

        -Precisa ser tratado com profissionais adequados tais como: Neurologista, psiquiatra infantil caso de criança, psicólogo e psicopedagogo, para trabalhar as dificuldades de aprendizagem. Precisa da aceitação da família em lidar com uma criança com tal problema, a escola deve estar preparada para trabalhar com a criança que tem este transtorno, muito carinho, paciência e amor.

"Rosalie Rebollo Pratt, e colegas estudaram 19 crianças com Transtorno de Déficit de Atenção  e fez um trabalho com elas através das músicas de Mozart e percebeu que houve o controle do humor, diminuição da impulsividade e conseguiram interagir melhor com outras pessoas".

REFERÊNCIAS -Amen, Daniel G, Transforme seu cérebro, transforme sua vida,SP, Ed. Mercuryo,2000

http://reginafoliveira.blogspot.com.br/2013/03/disturbio-ou-transtorno-de-deficit-de.html

Ver também:

 

Crianças e Adolescentes

DESAPARECIDOS