Ciclo Precessional
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____Além dos movimentos de rotação e translação, a Terra também executa outro movimentos menos divulgados. Um destes movimentos é denominado Precessão. Este movimento pode ser comparado ao bamboleio efetuado por um pião girando. Quando lançado, um pião gira em alta velocidade (movimento de rotação) e ao mesmo tempo efetua um movimento de bamboleio (Precessão) bastante lento se comparado ao giro rotacional. A Terra também apresenta um movimento de precessão similar. Um ciclo de precessão é executado em aproximadamente 26000 anos. Para complicar um pouco mais as coisas, o movimento precessional da Terra é mais complexo do que um simples giro de 26000 anos. Ele é constituído de movimentos secundários que produzem uma oscilação com ciclos de até 20 anos de duração. Este movimento recebe a denominação de Nutação. Um ciclo Precessional é composto de 1300 ciclos Nutacionais.http://www.rincon.com.br/Paginas/Tempo.htm

  • Pólo da eclíptica
  • eixo da eclíptica
  • eixo terrestre
  • Eclíptica
  • Faixa zodiacal (coroa esférica zodiacal)
  • Plano equatorial
  • Movimento do plano equatorial
  • Inflexão equatorial do geóide ou elipsóide de Hayford
  • Cone de revolução gerado pela rotação do eixo terrestre ao redor do eixo da eclíptica – com um ângulo de 23º 27' – descrevendo uma volta completa em cada ciclo de aproximadamente 25.920 anos.

____Para a humanidade terrestre, o " tempo cósmico" é dado pelo espaço percorrido pelo movimento precessional em um ou mais ciclos durante os quais (e em cada um deles) o prolongamento do eixo polar de nosso planeta descreve um círculo projetado sobre a esfera celeste (boreal e austral), e o ponto vernal – equinócio de primavera – retrocede lenta e incessantemente "varrendo", como um facho de raio laser, as doze constelações da coroa esférica zodiacal. A magnitude temporal deste tempo cósmico se mede pela quantidade de translações sucessivas de nosso planeta sobre sua órbita ao redor do Sol, cada uma das quais se denomina "ano". Assim, cada " ciclo precessional" é um " momento cósmico" de 25.920 anos trópicos terrestres.

____Consideramos O Movimento de Precessãodos Equinócios apaixonante. E o é por sua complexidade cósmica, por sua plasticidade e harmonia, pelo desconhecimento quase total que se tem dele fora do âmbito científico voltado à astronomia, e também, por que não dizê-lo aqui, pela conspiração do silêncio urdida em torno da " precessão" desde fins do século IV, e mesmo no Primeiro Concílio de Nicéia – no ano 325 de nossa Era – que repudiou o " tempo cíclico" e impôs ao Cristianismo a doutrina do " tempo linear", ferindo assim a ordem natural dos fenômenos celestes.
____Historicamente, o movimento astronômico da precessão dos equinócios foi " redescoberto" por Hiparco de Rodas (nascido em Nicéia) no ano 125 antes de Cristo, e dizemos "redescoberto" porque o fenômeno era conhecido desde muitos milênios antes ...

  • pelos povos hiperbóreos védicos e avésticos,
  • pelos "kaldes" (celtas e caldeus),
  • egípcios (de quem Hiparco o aprendeu),
  • e pelos toltecas e maias, entre outros.

____No Hemisfério Norte, o ponto vernal ou equinócio de primavera – que marca o momento em que a Terra passa do semiplano eclíptico austral ao semiplano eclíptico boreal, é um ponto variável, pois anualmente se desloca em sentido retrógrado ao longo da eclíptica. Esta retrogradação é da ordem dos 50,27 segundos de arco por ano trópico, o que implica, de forma muito aproximada, em uma variação de:

  • 1º de arco em 72 anos,
  • 30º de arco em 2.160 anos,
  • e 360º em 25.920 anos, período este último no qual a projeção do ponto vernal sobre a coroa esférica ou faixa de constelações zodiacais, efetua uma volta completa na eclíptica, percorrendo as doze constelações para regressar muito proximamente a seu ponto de partida.

____Além disso, neste período de 25.920 anos, as estrelas polares Norte e Sul se modificam várias vezes, sem repetir-se no lapso indicado. Esta é uma descrição muito simplificada do movimento de precessão dos equinócios, ou simplesmente " precessão".

http://www.geocities.com/findeciclo/ps15mom3.htm

____O período cíclico-cósmico que com maior freqüência aparece em quase todas as grandes tradições, não é o da precessão dos equinócios, mas sua metade. É o período que corresponde, notoriamente, àquele denominado grande ano pelos povos hiperbóreos, caldeus, persas pré-islâmicos, gregos e atlantes, avaliado em 12.960 anos. Fontes de origem hindu e caldéia - entre outras - assinalam em 5 (cinco), ou seja, o mesmo número dos elementos do mundo sensível (éter, ar, fogo, água, terra), a quantidade de grandes anos, incluindo nosso atual ciclo cósmico, o que dá um total de 64.800 anos a contar desde o seu já longínquo começo, até que culmine em um crepúsculo final, para reiniciar-se um novo ciclo da cadeia de mundos.

http://www.hermanubis.com.br/artigos/BR/ARBRACICLOSCOSMICOSDAHUMANIDADE.htm

"Gods of the New Millenium" é um livro da autoria de Allan F. Alford.

____No centro deste livro está uma nova teoria sobre a importância do ciclo precessional de 25.920 anos. Outros escritores abordaram as possíveis ligações entre a Esfinge e a era precessional de Leão, ocorrida há 13.000 anos, mas o completo significado destas ligações é muito mais profundo do que a Esfinge. Enquanto escrevia este livro, as autoridades britânicas forneceram novas informações sobre a data de Stonehenge, as quais se revelaram ser muitíssimo importantes. Agora posso apresentar uma solução abrangente para o mistério de Stonehenge, procurando resolver a questão fundamental da razão porque o seu desenho era tão complicado, sendo ele, “simplesmente”, um calendário solar e lunar, como geralmente se afirma. Armado com este novo conhecimento, visitei Machu Pichu, no Peru, e pude confirmar que este lugar sagrado era usado exatamente com a mesma finalidade de Stonehenge, estando ambos ligados à mudança precessional de Touro para Áries há 4000 anos.
____Sem dúvida que as conclusões deste livro se revelarão polemicas, uma vez que desafiam as ideias oficiais da ciência. Os cínicos perguntarão como é possível que estejam errados centenas de anos de pensamento instituído. Apenas preciso de salientar que Ptolomeu situou a Terra no centro do Sistema Solar, 1300 anos antes de Copérnico o corrigir. Infelizmente, uma das nossas maiores fraquezas, como espécie, é a nossa tendência para nos precipitarmos na construção de paradigmas que, depois, são defendidos a todo o custo.
____As provas contidas neste livro incluem fatos cientificamente verificáveis. O âmbito destas provas é mundial (e na verdade de todo o Sistema Solar) e a ciência é multidisciplinar, abrangendo áreas tão diversas como Geologia, Geografia, Astronomia, Matemática, Antropologia e Genética. Associei todos estes lugares misteriosos do mundo como parte de uma perspectiva integrada. Não há pontas soltas nem facetos contraditórios que tivessem sido ocultados.
____Como já referi, o meu estudo dos deuses indica que o ciclo precessional era simbolicamente importante para eles. Uma das implicações desta conclusão é que as suas atuais expectativas milenares (nas suas múltiplas e variadas formas) podem desta vez, ter alguma base científica, visto que a eminente chegada do novo milênio coincide, aproximadamente, com uma mudança para a era precessional de Aquário. Tenho a certeza que os leitores ficarão tão fascinados como eu, com a perspectiva de se operarem grandes mudanças na Terra, nessa altura.

http://www.spo-ovnilogia.com/Forum/viewtopic.php?p=1148&sid=6bd7212000cc78984efc498bf66a539c

  • A Terra leva para passar pela influência dos doze signos do zodíaco 25.920 anos, formando assim o platônico ano.
  • A passagem por cada um dos signos é de 2.160 anos, que é o platônico mês.
  • Este é o Zodíaco Sideral, das constelações que determinam as grandes Eras Cósmicas.

____Toda vez que se inicia o ano astrológico, dia 21 de março, no equinócio da primavera boreal, o Sol está no ponto de intersecção do equador celeste com a eclíptica. Esta é uma posição do Sol no Zodíaco natural, que varia de ano para ano, pois o universo está em expansão, desde que foi criado. Assim sendo, em 72 anos a diferença do ponto vernal com seu ponto anterior de referência no Zodíaco é de 1º 01'19".

____Em seqüência a progressão acima, a mais ou menos 2.160 anos, terá havido um deslocamento de 30º na posição do ponto vernal com relação às constelações, formando neste período um signo constelacional - uma ERA - Em mais ou menos 25.920 anos terá havido um deslocamento de 360º, ou um ciclo precessional completo, já que nesse espaço de tempo, o ponto vernal apontou para todas as Constelações Zodiacais e retornou ao ponto gama ou zero grau de Áries.

  • Era de Leão 10.001 a.C a 8.000 a.C
  • Era de Câncer 8.001 a.C a 6.000 a.C
  • Era de Gêmeos 6.001 a 4.000a .C.
  • Era de Touro 4.001 a.C ao 2.000 a.C.
  • Era de Áries 2.001 a.C ao ano zero
  • Era de Peixes Ano 1 d.C. a 2.000 d.C.
  • Era de Aquário Ano 2.001 a 4.000
http://www.eradeaquario.com.br/secao.asp?IdMenu=9&IdSubMenu=13

____Cada idade, ciclo ou era tem a duração aproximada de 2.160 anos, em média, sendo sua duração exata desconhecida, em razão do não conhecimento exato da duração da precessão dos equinócios (cerca de 26.000 anos).

  • A era atual, que está no fim, é a era de Peixes, em razão de estar o Sol nos graus finais desta constelação zodiacal.
  • A próxima será a era de Aquário, mitificada por esotéricos de todaespécie.
http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/segredoprofecias.pdf

____Os construtores das pirâmides de Gizeh já conheciam muito bem a distribuição das estrelas. Elas representam as três estrelas do cinturão de Orion e formam uma diagonal de 45º em relação ao eixo Norte-Sul. Essas estrelas foram vistas pela última vez nessa exata posição em 10500 a.C., quando encontravam-se no ponto mais baixo do ciclo precessional da primeira era.
____Os arqueólogos afirmam que tais fatos são muito mais que meras coincidências. Os antigos projetaram um esquema que retratava a primeira era, ou seja, o faraó queria voltar à Idade do Ouro de Osíris.

____A construção da Esfinge foi recentemente datada de 2500 a.C., provavelmente construída na 4ª dinastia. No entanto, nenhum texto comprova isso. Há desenhos curiosos no corpo da Esfinge que, provavelmente, foram esculpidos pelo tempo, por exposição às chuvas pesadas. Mas em 2500 a.C. o clima do Egito já era muito seco, o que torna impossível essa chuva.
____A Esfinge está perfeitamente alinhada com o leste. Seus olhos miram o sol nascente do Equinócio da Primavera. Em 10500 a.C. o olhar da Esfinge fitava a constelação de Leão no amanhecer do Equinócio da Primavera, o que nunca mais aconteceu. Em 2500 a.C. ela fitava a constelação de touro, mas seu corpo é de um leão.
____Por enquanto, podemos concluir que, no amanhecer do Equinócio de Primavera de 10500 a.C. havia:

  • ao norte o Templo de Angkor alinhado com a constelação de Draco;
  • a leste a Esfinge alinhada com a constelação de Leão;
  • e ao sul as Pirâmides de Gizeh alinhada com a constelação Orion.

____O que os antigos pretendiam dizer com esses alinhamentos? O que eles significam? Por que foram feitos?

____Em Stonehenge, no sul da Bretanha, pedras marcam as quatro estações do ano e evidências astronômicas (alinhamentos com sol e lua) datam sua construção de 10500 a.C.

http://www.projetovega-ufo.com.br/terra/civilizacao.htm

____A precessãoterrestre é um movimento cônico do eixo da Terra em torno da linhados pólos da eclítica ou seja, o Pólo se move cerca de 50,28'' por ano. Este movimento não é completamente circular. Variações na posição da Lua com relação ao Equador Terrestre e o efeito menor de outros astros causam ligeiras alterações no movimento precessional. O efeito combinado destas variações recebe o nome de NUTAÇÃO.

____Podemos também definir NUTAÇÃO como sendo a parte irregular do movimento precessional.

http://www.mar.mil.br/dhn/bhmn/download/cap17.pdf

____A Estrela Polar não é, como muita gente pensa, constante, mas muda gradualmente em cada alguns milhares de anos. O eixo da Terra move-se muito lentamente, completando um círculo em cada 25 mil e 800 anos. Durante este “ ciclo precessional” algumas estrelas tomaram a vez de ser a Polar.

  • A estrela polar atual, alpha Ursae Minoris, estará mais perto do pólo em 2102, altura em que estará a 27’31” do Pólo Norte.
  • No entanto, beta UMi (Kochab), a estrela mais brilhante da constelação, está às vezes mais próxima do pólo que alpha, tal como era há 3000 anos atrás.
  • A estrela polar mais brilhante é Vega (alpha Lyrae), que irá assumir a sua posição daqui a 12 mil anos.
  • Outra estrela que periodicamente se torna na Polar é Thuban (alpha Draconis), lugar que não toma há 4600 anos, altura da construção das pirâmides do Egito.
http://www.blogger.com/feeds/7110192789561206500/posts/default

As Pirâmides e os Aspectos do Céu

____Já no ano de 900 d.C. o historiador árabe Masoudi afirmou que a Grande Pirâmide fora construída como um monumento capaz de conter em si todo o conhecimento antigo, tanto científico quanto religioso e artístico. Em 1800, Sir John Herschel, filho do descobridor do planeta Urano, Sir William Herschel, afirmou que devia existir uma correlação entre os corredores e as estrelas, que lhes serviriam de guia. Ele determinou que o Corredor Ascendente apontava para a estrela Alfa Draconis nas datas de 2170 a.C. e 3440 a.C.; como esta última data não se encaixava na cronologia admitida pelos historiadores, Sir John afirmou que a construção da pirâmide ocorrera na data mais recente. Esta data foi aceita também por Piazzi Smith. Ele encontrou um outro alinhamento, rumo ao grupo das Plêiades: quando a estrela Alcione, ou Eta Tauri, estava diretamente acima do vértice da pirâmide, a Estrela do Dragão ficava perfeitamente alinhada com o Corredor Ascendente, 12 horas polares à frente. Como esta relação ocorre somente a cada 25.827 anos, ou uma vez em cada ciclo precessional, o autor Max Toth, em sua obra Pyramid Prophecies afirma que a pirâmide teria sido construída em 27997 a.C., distante exatamente um ciclo sideral de 2170 a.C., ou seja, na época do alinhamento anterior.

____Em anos mais recentes, os autores Robert Bauval e Adrian Gilbert, na obra Orion Mystery pirâmides de Gizé possuem o mesmo alinhamento que as estrelas Alnitak, Alnilam e Mintaka, da constelação de Órion. Essa correlação com Órion já tinha sido de certo modo mencionada por Virgínia Trimble e Alexander Badawy, que mostraram que os respiradouros da pirâmide de Quéops apontavam para esta constelação. Para Bauval, o alinhamento das três pirâmides com as três estrelas era perfeito, no ano de 2450 a.C., o que colocaria sua construção por volta desta época.

____Na obra The Great Pyramid Decoded, o autor Peter Lemesurier apresenta um resumo cronológico dos fatos acontecidos e a acontecerem, apontados pela Grande Pirâmide. Lemesurier apresenta uma cronologia que, segundo sua própria

interpretação, é bastante viável. Para ele, a cronologia da pirâmide tem início no ano de 2663 a.C., ano no qual ela teria sido construída. Um resumo desta cronologia é apresentado a seguir:

  • ±1977 a ±2004 Colapso e declínio parcial da civilização
  • 1985 Influências espirituais começam a se irradiar
  • 1999 Estabelecimento do reinado do espírito
  • ±2004 a ±2025 Colapso da civilização materialista
  • 2034 Começam a surgir os sinais do Messias
  • 2039 Encarnação do Messias
  • 2075 Início de uma era de grande prosperidade
  • 3989 Fuga humana para os planos espirituais[arrebatamento?]
http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/segredoprofecias.pdf

____Ciclo Precessional: todo o tempo que o eixo demora para dar uma volta completa na sua trajetória, se analisarmos os fatos históricos, e os associarmos com a astronomia, fica evidente o quanto de tempo isto demora pra ocorrer, se pegarmos a grande esfinge no egito, e pressupormos que ela deveria indicar a constelação de Leão, há hoje um erro, e este erro foi causado por esse ciclo, há uma diferença de cerca de 10500 anos.

____As três pirâmedes de Gizé: - Quefren, Queóps e Miquerinos - se nós pegarmos Queóps, a uma espécie de tunel, um buraquinho na superfície que vai até o túmulo central e aponta diretamente para onde deveria se encontrar o sarcófago do faraó ali sepultado, se nós fizermos uma projeção hoje desse túnel, veremos que ele aponta para o nada no espaço, mas se voltarmos 10500 anos atrás, veremos que ele aponta diretamente para a estrela que fica no centro do cinturão de Órion, e se olharmos a forma com a qual as três pirâmides estão dispostas, podemos dizer que elas são uma representação desse cinturão na terra

http://less_osujo.blogspot.com/2003/01/ontem-eu-prometi-uma-senhorita-que.html

*